Pense na seguinte situação: você é um jogador de rugby e está na academia, quando decide que quer mostrar suas habilidades atléticas para seus companheiros de time. Dá um mortal para trás, quebra o pescoço, tem um derrame e é levado para o hospital. Quando acorda, de frente para sua namorada, , uma surpresa – descobre que virou gay.

Pode parecer um filme de almodóvar, mas isso realmente aconteceu. Pelo menos é o que diz o inglês Chris Birch, ex-bancário e jogador de rugby, atual cabelereiro. “Eu acordei gay e ainda sou gay. Parece estranho, mas imediatamente me senti diferente. Não estava mais interessado em mulheres. Definitivamente, eu virei gay. Nunca me senti atraído por homens antes, e sequer tinha amigos gays. Mas não ligo para quem eu era antes, só preciso ser honesto com meus sentimentos” ele disse.

“De uma hora para outra, passei a detestar tudo da minha antiga vida. Não gosto mais dos antigos amigos, passei a odiar esporte e achei meu emprego chato. Passei a ter orgulho da minha aparência, mudei meu cabelo e comecei a malhar. As pessoas não me reconhecem mais com o visual novo, mas fiquei muito mais confiante”.

Será que “virar gay” é o novo “encontrei Jesus”?

Os jornais britânicos, que amam uma fofoca polêmica, caíram em cima da notícia – e aposto que muitos ingleses começaram a dar piruetas por aí para ver se tinham o mesmo desfecho. O gay, da noite para o dia, largou seu emprego como bancário para virar cabelereiro. Afinal, é o que os gays fazem, certo? E não se preocupem, ele já está em um novo relacionamento e muito feliz. O boy? Conheceu na boate. O único lugar frequentado por gays na cidade, oras. Onde mais ele encontraria um parceiro?

Leia também:  Toca violão? Essa é sapatão!

E como em um conto de fadas, Chris está muito, muito mais feliz. Vivendo em uma nuvem acima do arco-íris talvez!

 

[hr] P.S.: Para evitar confusões, vale deixar claro que os comentários citados no post são irônicos, afinal, é bem engraçado que após simplesmentes “virar” gay, ele também tenha se envolvido em todos os maiores clichês que a sociedade coloca em cima dos gays.
[hr]

Written by Debas
Colunista, 23 anos – Se equilibra melhor em cima do patins do que do salto alto. Gosta de moda, chocolate com cerveja, um pouco de rock e funk carioca. Taurina com ascendente em gêmeos, sabe?