Sinto decepcionar, mas já aviso de cara que este não é um post sobre sexo, como você deve ter imaginado pelo título. Também não tem nada a ver com Rebeldes e o vídeo da internet que popularizou essa expressão que eu acho engraçadíssima. Hoje eu vou falar de artimanhas que conhecemos bem, mas inconscientemente.

Se forçarmos a memória, dificilmente encontraremos conselhos do tipo: – Olha, esse gesto significa interesse… Esta atitude é charminho… Este comportamento significa que a pessoa não está tão interessada quanto você… Saber sobre isso é inato, 90% de nossa comunicação é não-verbal. O que quer dizer que mesmo em silêncio transmitimos uma ideia!

Bom, pulemos a Teoria da Comunicação e vamos à parte que interessa: conseguir racionalizar este conhecimento, ser consciente sobre esses sinais, é bem útil na hora da paquera, do namoro… ou pra recuperação mais rápida de um coração partido – sim, porque na maioria das vezes sofremos porque preferimos ignorar todos os sinais que estavam claros na nossa frente.

 

Vamos aos exemplos:

• Na balada você não tira os olhos de uma menina, percebe que ela te viu, mas não te deu bola. Se ela olhou mais algumas vezes é apenas charminho e também está a fim. Se só correu os olhos por você, ela não quer. Nada impede que você vá conversar e até consiga um beijo pela insistência, mas particularmente não vejo méritos em “vencer pelo cansaço”.

• Num comecinho de relacionamento rolo/namoro/seiláquenomevocêdê, você dá todos os sinais de que está super a fim: liga, manda mensagens de bom dia, boa tarde, bom almoço, boa aula, bom atravessamento na faixa de pedestre etc. E recebe, no máximo, respostas monossilábicas de agradecimento. Ela está sendo só cordial, não se iluda!

• A paquera é virtual, você está babando colorido no teclado, stalkeando a vida inteira da escolhida… aí vocês conversam por horas no msn. Quer saber se esse envolvimento está equilibrado? Meça em frases. Você digita freneticamente cinco frases de uma vez enquanto ela responde em uma linha. Resposta óbvia: não está equilibrado.

 

Leia também:  Nova HQ 'Fresh Romance' coloca amor e diversidade no plot principal.

Talvez você tente arrumar uma justificativa menos sofrida pra você, de que se envolve com pessoas tímidas… Então faça um teste, que é bem simples. Envie mensagens/tuitadas/sms com o texto que você quiser e no final com alguma interrogação, forçando delicadamente uma resposta com expressões do tipo “não é?”, “não acha?”, “certo?” e volte aqui pra contar!

 

[hr]

Written by Ma
Ma. A autora dessas linhas que você acabou de ler, entre outras coisas.