Como prometido no post anterior sobre o medo da primeira vez, vou dar algumas dicas práticas para a primeira vez fazendo sexo (ou fazendo sexo com uma mulher). Não esperem milagres ou detalhes do tipo “introduza o dedo médio 3cm com o pulso em 90 graus e gire em…” porque sexo é uma daquelas coisas na vida igual a tempero em receita: à gosto. Mas antes quero passar duas lições de casa:

 

— Leia Sobre Sexo!

Pleno século vinte e um, com informações disponíveis pra quem quiser e tiver internet, e você ainda não jogou as palavras “sexo” + “como” no Google? Ah, tenha a santa paciência! Ler sobre sexo é uma das melhores formas de se preparar para a primeira vez, afinal, por mais que muitas coisas que a gente lê por ai possam (e devam) ser jogadas fora, também encontramos muitas dicas legais sobre abordagem (xaveco) e como pelo menos deitar na cama e tirar a roupa. Se você for um pouquinho mais criativa já vai pesquisar sobre strip-tease!

Sua primeira lição de casa hoje é ler a coluna de sexo do Sapatômica.

 

— Assista Sexo!

É difícil pra caramba encontrar vídeos pornôs lésbicos que valham a pena dar o play? Sim, é. Mas sempre tem um ou outro que restauram nossa fé na indústria. Como você nunca fez sexo com uma mulher e não deve ter muita noção ou critério pra encontrar esses vídeos raros, peça ajuda daquela sua amiga mais aberta sexualmente. Tenho certeza que ela vai adorar te ajudar indicando alguns. Na pior das hipóteses, pesquise por Georgia Jones. #confissões

O legal dos vídeos de sexo é que você tem a oportunidade de observar o lado anatômico da coisa antes de tirar as roupas alheias. Dá pra ter uma noção de como as pessoas se comportam durante o ato sexual e ajuda a desmistificar um pouco a ideia de que no sexo romântico não tem safadezas. A realidade é que, romântico ou não, é mão naquilo e aquilo na mão. Fim.

Agora chega de aquecimento, né? Eu sei o que vocês querem que eu diga, suas safadjénhas!

 

 

[hr]

 

1. Fique gata!!! Esteja a noite de sexo combinada ou não, de qualquer forma vocês vão se ver e sua intenção é ir além. Imagine que é o dia mais importante da sua vida e vista-se para matar! Cuide da sua aparência e dê uma relaxada antes de sair de casa. Ouça música, leia uma revista, faça yoga, respiração cachorrinho, tranque a porta quatrocentas mil vezes (se você tiver toc)… O importante é relaxar. Por quê? Porque não adianta estar linda de causar infarto se as suas pernas ficarem tremendo igual vara-verde. Auto confiança influencia fisicamente, pois sempre deixamos transparecer de alguma forma como nos sentimos. Se você transmitir calma e confiança, fica mais atraente ainda. Ninguém sente tesão por uma coitada indefesa. Fato.

2. Antes de ir pra cama com a pessoa, com certeza antes você vai sair pra jantar, tomar um suco, conversar online ou qualquer coisa do tipo. Nessas conversas procure formas sutis de descobrir como essa pessoa gosta de ser tratada, assim você vai saber o que fazer nesse segundo passo. Por exemplo: prepare um banho com velas aromátimas e sais especiais; faça uma massagem bem saliente; cozinhe pra ela; fique desenhando com os dedos em alguma parte estratégica do corpo dela, como quem diz “estou desejando com vigor”, toque uma música cheia de sex appeal no violão. Enfim, faça algo que você sabe que vai despertar o tesão dela por você. Essa é a hora de esquentar o clima.

3. Essa é a parte de dar a abertura pra safadeza acontecer. Uma boa é deixar o beijo mais quente aumentando um pouco a velocidade, colando mais o seu corpo no dela e deixando sua mão boba ser mais boba ainda! Procure tocar em locais mais íntimos como entre as pernas, a lateral dos seios ou coloque suas mãos na cintura dela por baixo da roupa. Se ela estiver a fim mesmo, vai corresponder no mesmo nível e entender a deixa. Dependendo de onde estiverem, chame-a para “um lugar mais confortável” (a menos que você queira fazer no canto onde estiverem mesmo), que é o mesmo que dizer “bóra pra cama agora!!!”. Como eu sei que tem as leitoras mais diretas, essas podem simplesmente tirar a própria camiseta no meio do beijo caliente que super funciona. Só não faça isso em local público.

Leia também:  Polenta com Brócolis e Queijo

4. Chegaram na cama – ou no local onde pretendem cometer o pecado original, sim? Sim. Ótchymo!!! A primeira parte de fazer o canguru perneta consiste em tirar as roupas. Podem começar a ficar peladjénhas! Mas não é assim simplesmente tirando como se fosse tomar um banho. Tire cada peça de roupa dela (rápido ou lentamente) com atenção especial, beijos, mordidas, pegadas e  apertões. Experimente beijar o corpo dela todo, desde o queixo até abaixo do umbigo, e puxar a calcinha dela com o dente. Apenas faça tudo aquilo que você esperaria que ela fizesse no seu melhor sonho erótico da vida. Ao mesmo tempo que você tira as peças de roupa dela, induza-a a tirar as suas também. Faça um troca-troca, tipo ‘uma minha e uma sua’. Até que as duas estejam peladjas em santxos!

5. Estão no lugar certo, na hora certa e obedecendo o ‘dress code’ que é: roupa nenhuma. Agora é a hora de explorar o corpo dela como se fosse um atlas e você uma estudante de geografia (~apagar~). Falando sério agora… Você já deve ter imaginado essa mulher nua zilhões de vezes, então por que não aproveitar esse momento pra fazer carinhos e beijar e experimentar cada curvinha? Aproveite, não tenha receio. Apenas não se esqueça de que ela também está fazendo sexo e isso é um trabalho em equipe, ou seja, deixa que ela faça o mesmo com você, relaxe e troque prazeres.

6. Bom, agora é com você: Siga o passo a passo do Sexo Oral Atômico.

 

 

– Beije locais do corpo dela que não são óbvios como pescoço ou seios. Tente os braços, atrás dos joelhos, nas costas…

– Nunca se esqueça de continuar beijando. Olhe nos olhos e beije muito.

– Dê um tapinha de leve no bumbum dela. Ela vai dar um sorrisinho safadinho.

– Fique por cima e exiba seu corpo para ela discretamente, como se não fosse de propósito. Deixe ela te ver, te desejar, dilatar as pupilas.

– Brinque de vampirinha. Morda a orelhinha, os mamilos, o pescoço, as coxas, o bumbum, os lábios. Se tiver delicadeza e cuidado, tente morder de levinho os lábios lá de baixo… os grandes, okay?

– Rebole. Sentada. Em cima. Dela. (mas não como se estivesse dançando axé fora de época)

– No oral, tente chupar um halls ao mesmo tempo… ou gelo…

– Diga umas safadezinhas tipo: “Sua gostosa!!”, “Você me deixa louca!!” ou “Me chupa!!”

– Se estiver rolando romance, diga que a ama (contanto que essa não seja a primeira vez)

 

 

– Não dê tapa, morda ou puxe cabelos com força a menos que ela peça ou diga que curte um sadomaso.

– Não sugira brinquedinhos e amiguinhos logo na primeira. Concentre-se em aprender à moda oldschool.

– Não fique puxando assunto, não tente conversar, não se atreva a abrir a boca pra comentar de outro assunto que não seja aquele exato momento e situação.

– A menos que role muito romance, essa não é a hora de declarar seus sentimentos. Nessas horas você ama qualquer uma, vai por mim.

– Não fique com frescuras do tipo “eu faço e você não”. Por mais que você suspeite que é totalmente ativa, essa é sua primeira vez, então permita-se mais.

– Pelamordideus, paiamado, seôrdocéu, amadobóssondehiggs… Nem pense em usar apelidinhos do tipo “docinho” ou “pequetucha” ou falar no diminutivo ou com voz de bebê. Lembra da Ivana (avenida brasil), bebêzáum?! É completamente ridículo.

 

 

[hr]

Espero ter conseguido ajudar vocês a chegarem à algum lugar hahaha. Se surgirem dúvidas mais específicas, comente abaixo que eu respondo tipo Laura Muller ;D

[hr]

 

Written by Bianka Carbonieri
Autora do Sapatômica - 25 anos, taurina, mora em São Paulo. Workaholic assumida, estudante e Psicologia. Ítalo-brasileira, é viciada em café e lasagna.