Ah, capricornianas… Como já chorei, sofri e sorri com e por vocês. A vontade de escrever e destilar todo meu veneno e frustrações passadas aqui existe, mas foi conversando com uma amigona “capricórnea” que me lembrei do principal – ou ela me lembrou: tenho que ser imparcial. Sim, essa é sempre a meta, descrever o signo solar sem bajular, destroçar ou praticar bullying. Coisa quase impossível em épocas inspiradas do meu mercúrio em gêmeos, mas tento arduamente a cada artigo.

O que mais escuto quando vejo pessoas falando de capricórnio é que este é um signo sério, turrão, muitas vezes encarnado naquelas meninas que não conseguem tirar o escorpião da carteira. Olha, pra falar a verdade posso dizer que sim e que não. Já vi capricornianas muito brincalhonas – e até hilárias. Quando elas estão in the mood, com bom humor (ousegurasnumambienteconfortávelecercadodeamigos), aí sim, elas se soltam. Em todos os sentidos. E falando um pouco numa das coisas mais irritantes do signo, para mim, na maioria das vezes quando uma pessoa de capricórnio empaca, demora pra sair do lugar. Ficam pensando nos prós e nos contras, principalmente no contra. Mas em termos gerais, uma dessas coisas que guardei como conselho ou instrução pra vida toda é que, sempre ao conhecer alguém comece com os dois pés atrás, daí quando se ganhar mais intimidade, com o TEMPO você fica só com UM pé atrás.

Capricórnio é um signo representado por uma cabra com rabo de peixe. Um dos poucos animais com chifres, depois de áries e de touro. Agora veja bem, tentem visualizar uma cabra da montanha, aquelas do Discovery Channel. Elas vão subindo calmamente até achar o capim mais fresco, topo do topo da montanha e, na volta, quando querem descer de um terreno montanhoso cheio de pedras, tomam o maior cuidado para não dar um passo em falso e despencar de toda aquela altura. Taí, levanta a mão a capricorniana que não se identificou. Elas são assim, quando estabelecem uma meta, e não importa quanto tempo demorem para alcançar: elas chegarão lá. Aguarde e confie, e nem tentem convencê-las do contrário, isso é outra coisa muito difícil, mesmo você sendo o às da argumentação.

Outro assunto sério e quase certeiro para identificar capricornianas (e quem tem stellium –muitos planetas- em capricórnio) é o trabalho/obstinação. Costumo brincar, e roubar o termo que mamãe usa, são mulheres do trabalho. Workaholics mesmo, disputando centímetro a centímetro com virgem, touro e câncer, já que quanto aos assuntos da carteira, toda capricorniana que conheço gosta religiosamente de trabalhar, e valoriza aquele trabalho bem feito, daqueles que se faz até sorrindo.

A grande maioria trabalha desde cedo, e quem ainda não trabalha pode até se sentir mal por não trabalhar, se achando um peso morto em casa – drama básico das que tiverem algo em leão ou peixes. Podem também ajudar com as despesas de casa se ainda morar com a família, porém, não provoquem a calmaria da capricorniana, especialmente na hora de ela abrir ou não a carteira, porque todas sabemos o valor do nosso suor e do nosso dinheirinho. Quando procuram por alguém, normalmente quando querem estabelecer uma família, elas irão procurar por alguém que goste de trabalhar e de cuidar delas, óbvio.

Capricórnio é um ótimo signo para começos, por ser um signo cardinal. Começam trabalhos infinitos, monografia, dissertação no primeiro ano da faculdade ou mestrado #brinkz. Na parte da verdade da brincadeirinha, eles até começam todos/alguns projetos no trabalho – ou morrem de vontade de começar, quando não apitam ainda na empresa – e tendem a liderar também ou pelo menos fazer a vistoria, já que o fazem melhor. É do elemento terra, só pra dar aquela revisada, trabalha e trabalha só para ter dinheiro e esquecer que ainda quer achar um grande amor nesta vida. Essas garotas possuem um signo que é regido pelo senhor do tempo, Saturno. Por mais que sofram de amor (vai que tem alguma capricorniana desgarrada que não se incomode tanto com essa última frase), elas sabem que o tempo é um ótimo remédio e que se não cura tudo, ajuda a amenizar o sofrimento (qualquer tipo dele). Só para vocês terem uma certa noção (#ficadica pra quem quer conquistar alguém do signo), apostem em relógios; é o tipo de presente que poucas capricornianas recusariam.

Muitas das meninas de capricórnio podem aparentar uma calma e uma seriedade inconfundível, apesar de fazerem brincadeiras e serem bem humoradas depois que elas te conhecem melhor. Não importa o ascendente, elas aparentam umas características “padrão”, que pouco mudam. Também posso falar da cautela, paciência e responsabilidade, que faz a capricorniana quase sempre muito disciplinada, possuindo uma boa dose de ambição. Devo comentar que poucas capricornianas são gananciosas, mas algumas pessoas podem interpretá-las mal. Por outro lado, não queira estar perto de uma capricorniana quando ela está deprimida e mais melancólica que o comum, pois tendem a ser excessivamente pessimistas, principalmente porque se cobram demais, o que piora muitas vezes a culpa que têm por terem “fracassado” no PRÓPRIO ponto de vista. São muito críticas, ao trabalho dos outros e ao dos seus mais próximos, sejam amigos, parentes, ou elas mesmas, devo reforçar. Talvez por isso, quando o mal-humor inato piorar, devam procurar ajuda, por mais difícil que seja pedir por ela. Aconselho as meninas a tentar manter uma certa estabilidade emocional, sem grandes altos e baixos, talvez por meio de meditação, respiração (sabe aquelas que contamos até 10 e vai acalmando?) ou atividades que ajudem a relaxar, tipo um hobbie ou outro, (indicando terapia àquelas mais ansiosas), talvez para não perderem o controle de suas emoções.

Já tive ótimos papos e conversas sobre música com pessoas do signo, que é outra coisa que adoram, seja escutar, criticar ou acompanhar o que rola no topo das paradas. Já conheci muitas capricornianas DJ’s, e algumas que se aventuram a tocar algum instrumento, que logicamente conseguem não importando o quanto demorem para aprender. Também é um signo de boas gestoras, honestas e disciplinadas. A maioria é teimosa (não mais que touro!), podem colocar o trabalho acima da família se não tomarem cuidado (workaholicsdecarteirinha), tendo a capacidade para organizar, às vezes a vida dos familiares e das amadas (bom, elas podem tentar, né, – um salve aqui para as mais rebeldes aquarianas e arianas).

Leia também:  Turismo LGBT deve gastar mais de US$ 200 bilhões em 2014.

Em termos gerais, capricórnio costuma possuir profissões relacionadas à economia. E gostam desse mercado competitivamente agitado de bolsa de valores, investimentos e tudo mais, e a estabilidade que um trabalho em banco confere não é de todo um mal, convenhamos. Dos trabalhos ainda relacionados a economia que podemos ver estas lindas trabalhando são: contadoras (afinal quem não gosta de contar dinheiro?), gestoras, qualquer trabalho ligado ao ramo imobiliário e de investimentos, e até políticas, por que não? Também podem ser ótimas professoras, indico aqui uma preferência acadêmica, gostam mais de lecionar em faculdades do que em escolas, devido a maturidade (ou não) dos alunos. Como administradoras, cientistas, engenheiras (civís?) e também agricultoras/agrônomas podem prosperar. Para falar a verdade já vi capricornianas trabalhando em todas as áreas possíveis e com o seu trabalho árduo estão muito bem, obrigada, de nada.

Eu fico aqui tentanto imaginar como é uma capricorniana nata indo para a balada. Na verdade, eu bem sei. Conheço muitas que fogem a regra do signo (e que não vou citar aqui), mas a grande maioria raramente vai para boates do tipo Bubu e “The L”, para não dizer a A Loca (como piscianas e aquarianas fariam). Pois bem, elas preferem ambientes mais controlados para paquerar, se é que essa palavra entra no vocabulário delas. Elas não são de investir em alguém sem antes terem sondado o terreno, ou conversado (ou mandado informantes para conversar) com os amigos mais próximos, parentes, colegas etc. Elas gostam de se infor..STALKEAR mesmo. E as redes sociais estão aí pra isso! Preferem um ambiente mais tranquilo, além da casa delas, como bares ou cafés, shoppings bem frequentados onde se possa observar e comprovar que a menina em questão não é nenhuma psicopata ou louca de galochas, (hahahaha morri imaginando a cena). Para as mais esportivas, um parque também funciona, porque ou elas caminham, patinam, andam de bicicleta ou sentam e esperam a criatura chegar, lendo um bom livro. Percebam que esporte e academia é algo bem facultativo ao signo. Já conheci aquelas que amam e são ratas de academia e aquelas que jogam tênis ou vôlei à exaustão e machucam o joelho – ponto fraco do signo – logo cedo, tendo que maneirar com exercícios leves a vida inteira, portanto… é bem opcional aqui o esporte e capricórnio. Se você gosta legal, se não gosta, só cuide e dê mais atenção a alimentação e idas ao banheiro, risos.

Se câncer é o sinônimo do termo “mãe”, capricórnio detém o papel do “pai” do zodíaco. Capricornianas geralmente gostam de cuidar de coisas, geralmente para gerar mais coisas, er…dinheiro, e depois elas gostam de cuidar de pessoas. Começando com aquelas do seu círculo principal, ou seja, família e amigos. Das capricornianas que conheço, a maioria ainda muito nova para ter um relacionamento sério e duradouro, quando elas amadurecem geralmente focam em começar a sua própria família. Um pequeno parênteses, as capricornianas mais novas geralmente estão muito preocupadas em seguir uma rotina, calculando cada passo seu para um futuro confortável, com dinheiro e estabilidade suficiente para um dia, quando o namoro finalmente engrenar, formarem uma família. Paciência, ambição e auto-disciplina elas tem para isso. Uma das questões principais, de novo, quando a capricorniana em questão para e de-ci-de: quero uma família/relacionamento/mulherparavidatoda, elas, antes de tudo querem alguém que cuide delas assim como elas cuidam ou cuidariam dessa pessoa. Com dedicação, afinco, segurança e sem muitas mudanças, é assim que eles esperam uma vida a dois, igual aquela frase de música: “Eu quero a sorte de um amor tranquilo…” (adoro Cazuza, <3); ou Elis, para quando os filhos estiverem crescidos, “Eu quero uma casa no campo…”. Geralmente casam para a vida toda, já que separar, tanto para capricórnio quanto para câncer (#snif), é algo extremamente difícil e dolorido. São um tanto ciumentas, tendendo para a chantagem e manipulação emocional, mas você, escolhida, precisa dar segurança para ela, e saber levar sua cabrinha assustada no papo (vide geminianas e sagitarianas), conversando sincera e honestamente, dando segurança e amor até para as mais independentes do bando.

Uma das coisas que mais aprendo com esse povo estranho e carrancudo de capricórnio #brinkz, é a ser paciente e me dedicar ao meu trabalho, porque se eu seguir assim, eu vou acabar encontrando a estabilidade que tanto procuro. Eu sei que a maioria das capricornianas pode ter uma certa dificuladede para encarar a felicidade e perceber que ela chegou e se instalou, mas é prestando atenção nas pequenas coisas que fazemos e que temos, tanto materiais quanto aquilo que chamamos de princípios e valores, que podemos constatar a verdadeira felicidade. Ou pelo menos, é isso que ainda acredito.

E para aquelas que tem fé, mesmo que em si mesmas, fica um bom papo para qualquer outro dia.

*********************************************************************************

Capricornianas hum, pausa desconfiadamente dramática, espero ter sido fiel e ter descrito, falado, comentado, explanado a grande maioria das suas características. Se eu esqueci alguma não deixe de fazer um comentário. As mais expansivas ou indignadas podem fazer uma observação branda do que faltou e eu não falei neste e-mail: chandra@sapatomica.com, mas como sempre olho mais o Twitter (@chandarela), fiquem à vontade para me adicionar e mandar sugestões, afinal, adoro fazer amigas nissin miojo. Críticas e elogios à parte, sempre respondo assim que posso o ask.fm sobre perguntas sobre signos. . E só para adicionar as cenas do próximo capítulo, as idealistas e rápidas no pensar e no gatilho, as aquarianas se acham a última bolacha do pacote na maioria das vezes, mas possuem um generoso coração. Quem quiser saber mais, não deixe de acompanhar a coluna e ler o próximo post. Beijos e até mais.

 

Written by Chandra
Chandra - tem 30 anos, nasceu me Recife, mas agora mora em São Paulo. Canceriana bem leonina, adora elogios, passeios a beira mar e é viciada em esportes radicais.