Estão prontas para sentir orgulho?! (hehe) Pois é, inspirada na lista que publicamos aqui no site, resolvi fazer uma nova lista com as lésbicas que, na minha concepção, fazem a grande diferença no mundo e podem ser consideradas como as mais poderosas.

 

Eu me sinto extremamente feliz quando conheço uma lésbica que me inspira, e acredito que a maioria de vocês também! Então, nessa lista eu  não levantei apenas os aspectos financeiros, mas sim como a vida delas influencia positivamente nas nossas vidas. (Lembrando que a lista não é um ranking, está em ordem alfabética)

 

[hr]

 

Adriana calcanhoto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma das maiores vozes brasileiras, ganhadora de dois Grammys, com 19 músicas em novelas, 13 cds lançados e com mais de 20 anos de carreira. Hoje ela é casada com a cineasta Suzana de Moraes, filha do poeta e compositor Vinícius de Moraes.


Ana Carolina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sou Bi, e daí?
A mulher já dava o que falar com sua voz grossa, mas depois dessa entrevista na revista Veja abriu um leque de discussões super necessárias na sociedade. Também serviu de “apoio” e “exemplo” para uma série de jovens (inclusive eu!).


Billie Jean King


 

 

 

 

 

 

 

 

Ela é uma ex-tenista norte-americana e considerada uma das melhores tenistas e atletas femininas de todos os tempos!
Se tornou a primeira atleta de destaque na história a admitir sua orientação sexual. Infelizmente ela se assumiu no meio de um processo judicial movido pelos seus patrocinadores da época que suspeitaram da sua relação com sua secretária, Marilyn Barnett.

“Dentro de 24 horas [do processo ter sido iniciado] eu perdi minhas garantias. Eu perdi tudo. Eu perdi dois milhões de dólares pelo menos, porque eu tinha contratos de longo prazo. Eu tinha que jogar apenas para pagar os advogados. Em 3 meses, eu gastei 500 mil dólares. Eu estava chocada. Eu não tinha ganho dois milhões e dólares na minha vida inteira, assim isso representava praticamente tudo o que eu tinha ganho.” disse na época.

Ela ganhou a Medalha da Liberdade do próprio presidente Barack Obama em 2006. A Medalha da Liberdade é concedida a pessoas que deram uma contribuição de peso à segurança ou interesse nacional, à paz mundial, cultura ou outras contribuições significantivas nas áreas pública ou privada.


Cássia Eller


Acho que da pra resumir em uma frase: a mulher era f*#@!
Digo no presente porque as músicas e a vida da Cássia a tornaram uma grande imortal. É impossivel ouvir as músicas dela hoje e não ter certeza da liberdade e verdade que ela viveu! Como disse a Lua nesse post:

Todos sabiam, seu cabelo raspado e seu jeitão não deixavam dúvida alguma, mas foi pela sua voz que milhares de pessoas pararam para escutar. O público admirou e respeitou, independente de qualquer outra coisa!

A Cássia trouxe a tona uma série de discussões super necessárias e que estavam embebidas de panos quentes pela sociedade, como: a guarda de filhos por pais homossexuais, casamento gay e a própria homossexualidade.



Leia também:  Violência sexual, castigos físicos e preconceito na Faculdade de Medicina da USP.
Cynthia Nixon

Super conhecida por interpretar a Miranda Hobbes na série “Sex and the City“. A atriz se assumiu há pouco tempo, se casou e passou a ser militante LGBT nos Estados Unidos.


Ellen DeGeneres

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O nome dela já carrega um curriculum de deixar o queixo caído: é atriz, já apresentou o Oscar, o Premio Emmy, o GRAMMY, já foi dubladora e tem seu próprio programa de auditório, o The Ellen DeGeneres Show!
É linda, com 53 anos bem vividos, lésbica assumidíssima e casada com a atriz Portia De Rossi.
A revista Forbes citou que a fortuna pessoal de DeGeneres é avaliada em 65 milhões de Euros, deixando-a no clube das 20 mulheres mais ricas do negócio de entretenimento nos EUA.


Jodie Foster

Atriz, diretora e produtora de cinema. Já levou duas estatuetas do Oscar para casa como melhor atriz.
É um dos grandes nomes do cinema internacional, e mesmo tendo assumido há pouco tempo sua orientação sexual entra nessa lista por ser um grande exemplo de que a orientação sexual indifere no desempenho profissional, tanto que nada mudou na carreira dela após revelada sua relação com a produtora Cydney Bernard.


Martha Nelson

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ela é, simplesmente, a editora-chefe de uma das maiores revistas do mundo: a People, que tem uma tiragem de quase 40 milhões por semana. Além disso é editora-fundadora da grande revista In Style. Nunca escondeu sua orientação sexual e já saiu três vezes como um dos 50 gays mais influêntes economicamente do mundo.


Rosie O’Donnell

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comediante, atriz, cantora, apresentadora, blogueira, ativista LGBT e produtora de TV.
Ela sempre levou a mensagem de apoio a familia e proteção as crianças durante a sua carreira. Assumiu sua orientação sexual em 2002.

 

Wanda Sykes

 

 

 

 

 

 

 

 

É atriz, apresentadora e comediante americana. FIcou muito conhecida por usar o humor para discutir política e pré conceitos.Ficou entre as 25 pessoas mais engraçadas dos Estados Unidos em 2004. Assumiu sua relação com Alex Sykes e casou em 25 de outubro de 2008, antes da Proposition 8 proibir o casamento gay na Califórnia.

 

[hr]

Tem uma opinião diferente? Trocaria alguém da lista?
Compartilhe com seus amigos e comente abaixo o que você acha.

 

Written by Feh!
Designer, 21 anos – teimosa, viciada em violão, adora falar sobre tecnologia e fazer amigos nas horas vagas.