Ah… essa distância!

356_ahessadistancia

 

Às vezes eu acho que tenho um gene masoquista. Ou recebi um implante de um chip alienígena programado para me interessar por tudo que é difícil, quase impossível. Ou então, pensando de forma mais espiritualizada #not, pode ser algum tipo de trabalho que fizeram pra mim… E esse gene/chip/espíritoobsessor parece especialmente ativado quando o assunto é relacionamento.

Não basta gostar de uma menina linda e inteligente. Ela tem que ser linda, inteligente e morar longe. Beeem longe. Tipo a uns 500 quilômetros de distância ou mais. Aí fico pensando sobre… Hoje temos aviões que facilitam um pouco as coisas… Mas na época da minha avó, como um encontro seria possível? À cavalo, demorando mil anos? E nossa comunicação? Trocaríamos infindáveis cartas apaixonadas que depois seriam descobertas pela família que nos obrigaria a casar contra a nossa vontade com um matuto qualquer ou nos enclausuraria num convento na Europa? (Tá, o convento na Europa, bem como o casamento forçado foram exageros imaginativos, desculpe, acho que tenho visto filmes de época demais. Mas continuando…)

Hoje temos aviões, ônibus, carros e motos que agilizam o transporte; internet e celulares que proporcionam ligações e mensagens de texto ilimitadas por precinhos irrisórios, o que nos mantém conectadas o tempo todo. Falando em conexão e comunicação, quem mantém um relacionamento à distância sabe como são frequentes essas mensagens e ligações. “Bom dia, meu amor!”, “Bom trabalho, meu amor!”, “Bom almoço, meu amor!”, “Tô com saudade, meu amor!”, “Bom banho, meu amor!”, “Vai sair hoje, meu amor?”, “Ah, vai pra balada?”, “Ok, minha ex me ligou chamando pra sair e agora acho que vou…” ;P

Quem se apaixona e está distante tenta suprir o buraco da ausência com um excesso de atenção e zêlo; e, convenhamos, é difícil não ceder, não se entregar ao romance quase idílico. Tudo são florzinhas @–;— e corações <3 e promessas de amor! Ambas parecem indefectíveis, ou têm os defeitos plenamente aceitáveis. A vontade de estar perto é tão forte que torna-se maior que a a própria realidade, tão injusta, que não perminte que dividam a mesma cidade, o mesmo bairro, quiçá o mesmo quarteirão.

Às vezes um casal que mora junto têm que se separar fisicamente por questões profissionais ou familiares e se readaptar à nova vida com a amada morando em outra cidade, outro estado, outro país… Às vezes casais se formam à distância em chats de bate-papo ou casualmente nas redes sociais e acabam indo parar sob o mesmo teto. Coisas do destino… dessas que acontecem sem que a gente entenda por quê, mas que temos a necessidade de sentir, com a velha e boa crença de que nada é por acaso.

 

 


Ma

Ma. A autora dessas linhas que você acabou de ler, entre outras coisas.

Ma

25 Comments

  1. Jéssica
    20 de abril de 2012

    Nossa! Falou tudo!

    Estou vivendo um relacionamento à distância. Sou de SP e ela de BH…

    Realmente é muito complicado não tê-la perto, mas só de ouvir a voz dela percebo que vale a pena…

    Infelizmente ela não acredita no nosso futuro, acha muito complicado dar certo dessa forma. Mas vou provar que temos sim futuro e q teremos uma família linda! =)

    Responder
  2. decooy
    20 de abril de 2012

    O grande problema dos relacionamentos a distância – e eu falo isso com propriedade – é que, com o tempo, ambas param de rir das mesmas piadas.

    As duas não frequentam mais os mesmos lugares, não riem das mesmas piadas internas, não acham graça na mesma hora e, principalmente, acabam reduzindo as conversas a “Queria que você estivesse aqui”.

    Sou da firme opinião de que relacionamentos a distância nunca dão certo. A menos que exista uma intenção muito breve de que as duas se mudem uma pra perto da outra.

    O texto belíssimo e escrito com maestria, como sempre Mah! ;*

    Responder
    • isa
      20 de abril de 2012

      você diz isso porque ainda não me conheceu,cof cof HAHA #not

      concordo em termos com você,já vivi um relacionamento a distância e percebi que seria quase impossível a conversa não se limitar a ‘queria que você estivesse aqui’ e como se não fosse o suficiente chegamos ao ponto de ‘eu conheci alguém,tava carente e ela se aproximou muito’.
      O lado ‘bom’ desse meu namoro a distância foi que sempre tivemos a consciência das necessidades que sentimos e levamos nossa honestidade ao extremo.
      Nem mesmo sei dizer se acabou,ainda nos tratamos com bastante carinho e a vontade de se encontrar certas vezes chega a ser mais forte do que quando namorávamos,talvez por um sentimento de algo inacabado.
      O fato é que é preciso muita coragem e certeza para embarcar nessa viagem,mas não consigo crer que a nossa alma gêmea tenha que necessáriamente estar perto fisicamente.

      Responder
    • + 1 Anônimo
      26 de novembro de 2012

      O fato é que um relacionamento a distância tem tempo Certo pra enferrujar.
      Como a Decooy disse: Quando a conversa se resume a “Queria que você estivesse aqui”.
      Certamente pra mim teve esse significado: Tô morrendo de saudade é difícil lembrar de tudo o que agente passou, as nossas vidas estão tão mudadas mas eu ainda não consigo te esquecer, queria apenas você aqui deitada ao meu lado….buá, buá
      Não é fácil disser adeus mas são essas coisas que nos torna mais mulher seguir em frete é complicado no começo, no entanto, agente supera (ou não). =D

      Responder
  3. Nany
    20 de abril de 2012

    poxa, eu quase chorei lendo isso! Eu ja me sentia “diferente” das minhas amigas antes, porque enquanto elas estavam correndo atrás de homens… Eu estava sempre fugindo deles! Mas “descobri” que gostava de garotas quando conheci uma menina pelo msn! Eu pensava MUITO nela e fazia de tudo pra poder ficar o máximo de tempo possível com ela, até que um dia me peguei pensando nela como uma namorada! Mas nunca contei porque fiquei com medo da reação dela, já que ate onde eu sabia, ela era hétero. Então, um belo dia ela acabou me contando que gostava de mim *o* eu me senti em um conto de fadas! Nós não chegamos a nos conhecer pessoalmente porque ela mora MUITO longe, mas passamos por muitas dificuldades juntas e uma delas, foi ter que ficar longe uma da outra por algum tempo, por causa do preconceito dos meus pais, mas assim que eles esqueceram o assunto um pouco (ou fingiram que esqueceram), eu voltei a falar com elam então tudo voltou ao normal. Depois de algumas semanas, ela acabou terminando comigo, dizendo que não me amava como pensava e que só queria ser minha amiga! Isso quase acabou comigo, o pior é que eu tinha acabado de comprar nossas alianças e pretendia mandar pra ela como um presente, junto com uma carta GIGANTE que eu havia escrito! Depois, quando eu estava quase conseguindo me conformar com nossa “separação”, ela pediu pra voltar comigo e eu, por ama-la de mais, aceitei… Enfim, ela ficou nessa de “te quero” e “não te quero” por um bom tempo até que cansei de ser idiota e decidi ficar com pessoas que realmente gostavam de mim… Mas confesso que meu coração ainda dói muito e eu ainda a amo muito, mesmo depois de tudo. Relacionamentos a distancia são mesmo complicados… Você nunca sabe se a pessoa que você ama esta mentindo, se é realmente como mostra ser, se enfrentaria tudo por você… Enfim, eu acredito que é mesmo difícil um relacionamento a distancia ter futuro.

    Responder
  4. Nathy
    20 de abril de 2012

    É, é muito complicado mesmo! O meu tem um ano e dois meses e espero que de certo, que tenha futuro..enfim, de qlqr forma..amorzinho Te amo gigantimente quero q de muito certo nossa vida com nossos filhotes, nossa casa amarela..rsrs com tudo que agente sonha!!

    Responder
  5. Bel
    20 de abril de 2012

    Acho que relacionamento à distância é muito complicado … apesar de nunca ter acontecido comigo … digo, amo uma pessoa à distância mas ela não sabe, nos conhecemos virtualmente … ela me considera amiga mas não tenho por ela apenas amizade … tenho amor, paixão e ciúmes … a amo como nunca amei ninguém na vida. Meu coração bate acelerado quando olho o nome dela nos comments do blog que frequentamos … sofro quando ela desaparece e não deixa notícias … a amo desesperadamente!

    Responder
    • Um anônimo
      21 de abril de 2012

      Você é do anônimos?

      Responder
  6. Mandy
    21 de abril de 2012

    Tem que ter muita paciência e sangue frio haha mentira :x nunca namorei a distancia mas no momento me encontro numa situação um tanto complicada, acho que um relacionamento tem que ser vivido ao vivo e a cores. Quando encontramos alguém que realmente é capaz de despertar maiores sentimentos, intensos, verdadeiros, não importa a distancia e acho que vale a pena arriscar, tentar, nos permitir, enfim :D Boa sorte para nòs!

    Responder
  7. Marina
    21 de abril de 2012

    Meu Deus, chorei :’) muito perfeito *-*

    Responder
  8. Adri
    22 de abril de 2012

    Mito bom o texto Ma! Tenho o mesmo pressentimento de que gosto de sofrer (e sofrimento com requintes de crueldade). Sempre me apaixono pela pessoa distante, a HT ou a q está compromissada. Travo batalhas com a consciência pensando se a pessoa vale o meu sofrimento. Concordo com o mencionado pela Decooy, com o tempo a distância vai levando afastando as similaridades e também impede que um laço de intimidade seja feito (fator importante em um relacionamento). Se houver disposição de uma das partes em trocar de cidade ou país para viver ao lado da companheira, ai sim, as privações valerão a pena. Pois terei a certeza de que a pessoa vai abrir mão de seus interesses pessoais para estar ao seu lado. Pode ser egoísta de minha parte, mas acho isso uma grande prova de amor.

    Responder
  9. 22 de abril de 2012

    Ameeeeiiiii!!

    De fato, no começo é muito bom. Até as brigas são boas.
    Mas com o tempo, as coisas se desgastam, as promessas são quebradas, o ” eu amo vc de verdade” nem faz mas sentindo tampouco faz disparar o coração.
    Esse lance de namoro a distancia é complexo, com o tempo vc percebe que não está mais tão ligada, as msgs são frias, as frases bonitinhas de amor desapressem do Facebook e tudo fica sem graça…The end, não tem para onde correr, gata seu namoro acabou!
    Trágico!

    Responder
  10. Cris Paixão
    23 de abril de 2012

    Olha, eu conheci meu amor no bate papo, foram 3 meses de namoro a distancia, não aguentava ficar longe dela, e a gente se falava muito… Foi quando larguei meu emprego, me assumi para minha família e vim morar com ela! Isso já tem 2 anos. A melhor coisa é estar perto de quem agente ama. Adorei o texto!!!
    Nada é por Acaso! Te amo vidinha!

    Responder
  11. Bibis torres
    24 de abril de 2012

    Namoro a distancia e não é nada bom! Tenho que esperar sempre receber pra mim ir ver ela ou esperar que ela possa sair.. Pior é que quando eu vou pra onde que ela mora não posso ficar na casa dela, tenho que se encontrar no shopping ou na casa da amiga dela.. por que o pai dela não me aceita e muito menos ela! Mais quando da pra ela vir aqui é otimo porque na minha casa não tem frescura nenhuma graças a Deus..

    Responder
  12. Carolina Ribeiro
    24 de abril de 2012

    liindoooo *-* .. to num relacionamento a distancia a 3 meses.. a 5 meses, num sabado a noite em ksa entediante resolvi entrar num bate papo p conhecer novas pessoas.. foi entao q conheci a gabriela.. nao deu outra, em dois meses, eu terminei meu atual namoro q era cara a cara por ela, eu simplesmente nao parava de pensar nela, cheguei a ir p escola amanhecida passando a noite toda cnvrsndo com ela na internet.. eu sou do Pára e ela, rio grande do sul, ou seja, um pais inteiro distante.. em duas semanas to indo morar p são paulo, sei q isso vai facilitar as coisas p gente.. podem pensar oq quiser, a verdade é q só quem passa por isso sabe de vrdd como é.. eu a amo e vou fazer d tudo p que de certo todos os nossos planos e nossos sonhos se realizem =)

    Responder
  13. Vick
    25 de abril de 2012

    Nossa achei muito interessante o texto e todas a histórias das meninas a cima, eu realmente estava precisando ler algo do tipo, pois a 4 meses eu me apaixonei por alguém a distância, e agora to passando por um dos momentos mais confusos e difíceis da minha vida. Bom eu sempre fui bem “pé no chão” e achava que essas coisas não poderiam dar certo, até que um dia eu conheci uma menina pela internet, a gente começou a conversar e depois de um mês ela me pediu em namoro, eu aceitei meia com o o pé atrais, JURO que ainda não tinha certeza do que sentia, acreditem para mim foi meio complicado admitir que eu gostava de alguém que eu nunca tinha visto pessoalmente, não entrava na minha cabeça, gostar de alguém dessa forma, não durou muito( quando eu digo isso eu falo sério, me refiro a semanas, no caso só uma e alguns dias), eu terminei por ciúmes (tive meus motivos, ACREDITEM!), inexperiência e insegurança, como a Nany disse : “você nunca sabe se a pessoa que você ama esta mentindo, se é realmente como mostra ser”. Enfim mesmo com um certa magoa (acho que de ambas as partes) a gente continuou conversando pois de qual quer forma ela era/é uma pessoa legal. O que rolou foi que consequentemente esse tempo sendo só amiga dela fez com que a gente se conhecesse mais se aproximasse e não sei se felizmente ou infelizmente se apegasse mais! pois é o tempo passou e hj a gente se trata super bem, com mimos e recaídas, obviamente continua ela lá e eu cá (detalhe que ela mora em outro país, porém somos do mesmo Estado, complicado explicar essa parte) , então eu parei pra pensar no que eu sentia e percebi que estou completamente apaixonada por ela, porém acho que o sentimentos delas por mim talvez não sejam o mesmo, talvez já tenham se esvaído, ainda não sei, essa semana quando eu me declarar vou ficar sabendo como tudo vai terminar ou quem sabe COMEÇAR. fiquem ai torcendo por mim suas lindas! conto com o apoio de vc´s!
    Ps: Espero que tenham entendido, eu tenho uma certa dificuldade pra me expressar ou contar histórias, desculpem tbm pelos parenteses gosto bastante deles srsr, Bjs!

    Responder
  14. Vodkah
    27 de abril de 2012

    Complicado isso de distancia. Sou de São Paulo e me apaixonei por uma menina do RJ, RS, SP e MG que foi a minha ultima. Namorei todas e o que mais durou foi com a do Rio, 8 meses. Todas elas conheci pelo fake, qqq, e criei uma amizade sem igual. Conheci duas delas pessoalmente e em Julho vou conhecer a do RS. O tanto que amei a cada uma delas, eu sofri o dobro. Não sou assumida e não havia nada que eu pudesse fazer para estar ao lado de quem me fazia bem. O namoro acabou, mas a amizade ainda continua. Boa sorte pra todas nós.

    Responder
  15. Ana
    28 de abril de 2012

    Ja namorei a distancia, fui loucamente apaixonada e no fim comi -nós duas comemos- o pão que o diabo amassou. Eu tinha uns 16 anos na época, o namoro durou quase 2 anos. Naquele tempo eu acreditava que o amor vencia qualquer coisa, daí veio a vida e me mostrou que não é bem assim. Amor é lindo sim, mas existem mil outros fatores. Naquele dia horrível quando você chega em casa tudo que você precisa é alguém que te leve ao cinema e segure sua mão, infelizmente mensagens de texto não substituem isso. Nada substitui presença.

    Responder
  16. 3 de junho de 2012

    Ah eu namoro a distância 5 meses, eu sou de RJ e minha linda de PE, é tão ruim :/ é muita briga, e nem é a carencia que mais faz falta e sim as coisas que vem acontecendo que voce presciso do carinho e… 2306KM :/

    Responder
  17. Karyne
    9 de agosto de 2012

    Tive um relacionamento assim…Durou 2 anos..nos víamos um mês sim, um não. Mas o que me doía não era a distância em sí…pq já havia me acostumado e a amava tanto que estava disposta a esperar tempo que for. O que mais me machucava eram as despedidas, sentia um pedaço de mim indo embora…hoje não estamos mais juntas. Mas meu novo relacionamento tbm é a distancia…mas pelo amor sou disposta a tudo.
    Belo texto Ma. ;*

    Responder
  18. 25 de outubro de 2012

    Nunca pensei em namorar a distancia, até que conheci minha atual namorada, estamos juntas a 4 meses mas 1927 KM nos separam fisicamente, ta extremamente dificil ficar longe dela, agente se ama muito e decidimos morar juntas, daqui a 66 dias ela chega na minha cidade, vai ter que se adaptar a tudo novo, pode até parecer loucura, mas todos precisamos de um pouco de loucura na vida, minha vida ta uma bagunça e eu to pirando querendo deixar nossa casa linda pra ela, no momento eu to cheia de incertezas e ela tb, as duas estão morrendo de medo, vai ser dificil conviver com alguem q vc mal conhece e agente vai passar por muitos problemas, a unica coisa q sei é q amo aquela mineirinha mais q tudo nessa minha vida e que agente vai aguentar pq nosso amor é verdadeiro, e é isso q importa.

    Responder
  19. Juh
    24 de novembro de 2012

    Nossa! Namoro à distância é o cúmulo do masoquismo. Super me identifiquei com a mania de querer tudo que é difícil. Sou de Manaus, mas me mudei para Porto Alegre a estudo. No mesmo mês que mudei conheci a minha atual namorada numa sala de bate papo e adivinha de onde ela era? Pois é, também de Manaus. São quase 5.000km de distância! Só consigo vê-la nas férias. Quando volto para casa aproveito ao máximo o tempo que tenho para ficar pertinho dela, mas na hora de ir embora então, parece que cada vez se torna mais doloroso. Já não basta sentir a saudade da família e dos amigos, ter que me despedir dela toda vez acaba comigo. Mas estamos a quase 2 anos nisso, e mesmo ela longe, sinto ela cada dia mais próxima de mim e é isso que dá forças para continuar.

    Responder
  20. Byancca
    31 de março de 2013

    Bom , eu to tbm em um relacionamento a distância , e doi muito não tela cmg , eu tento fazer de tudo, mesmo estando longe , um eu te amo no meio de uma briga e oq eu mas faço pra ver se ela cai na real de qe já basta a distância se nós brigarmos ai mesmo qe complica tudo , adoro escrever texto pra ela sabe, no meio da noite mando sms dizendo tudo oq sinto por ela. Mas uma coisa eu sempre digo pra ela , Mo nosso namoro e abençoado por deus pq eu sinto isso , e a distância mesmo sendo ruim , faz com qe eu e vc valorize coisas simples que se talvez nos perto uma da outra nem teria sentido ligarmos … so apaixonada por ela , infelizmente ela mora tao longe , eu no Rio e ela em Natal … Mas em junho ela vem mora cmg , pedi ela em noivado e oq eu mas qero , mas isso e quando ela chega aqui , nao vejo a hora de abraça minha peqena e fala , e bb finalmente nosso dia tão sonhado chegou :D

    Responder
  21. "Capitu"
    15 de dezembro de 2013

    Rss… Sei la, me apaixonei perdidamente por uma Pernambuca e eu sou mineira, rss. Imaginem a confusão q isso gerou? O fato e q hj a gente nem se fala e na verdade nem chegamos a nos conhecer pessoalmente. Maaaas, me expliquem como eu AINDA, mesmo estando namorando a mais d um ano com outra eu não paro de pensar nela? E olha q a outra ta ak hem, eu vejo, eu saio junto, eu bj mas msm assim nunca foi tão intenso como aqueles momentos que tive. Resultado disso? Um buraco ENORME aui dentro que nem o otempo fecha. Vai saber né, coisa de maluco msm :/

    Responder
  22. Michelle Andressa
    4 de março de 2014

    Bom, eu nunca gostei muito de relacionamentos a distância, por serem muito complicados e tal. Mas num belo dia conheci uma garota por meio de uma rede social, ela era e é a menina mais linda, loira, branca e de olhos castanhos >.< e infelizmente morava um pouco longe começamos a conversar e tudo pelo facebook e no mesmo dia passamos do face para o celular. Trocávamos msgs o dia todo e em menos de uma semana já estávamos muito apegada uma a outra, eu não conseguia mais tirar ela da cabeça, dormia e acordava pensando nela. Na mesma semana marcamos um encontro, fui vê-la em Brasília(ela mora em Ceilândia, uma cidade perto de lá) quando a vi meu coração disparou e minha mão suava e estava fria. Eu não conseguia esconder a felicidade que eu sentia em estar perto dela e poder toca-la. Aquela tarde foi a melhor de toda a minha vida, voltei pra casa sorrindo pras paredes rs estava completamente apaixonada por ela. E depois disso só foi aumentando o sentimento e o dela também. Passou menos de um mês fui vê-la de novo e nesse dia pedi ela namoro e estamos juntas a um mês. A um tempo atrás o nosso maior meio de comunicação foi roubado, o celular dela, então nos falávamos só a noite porque ela estudava de manhã e fazia estagio a tarde, voltamos a nos falar apenas pelo face. Sempre tentávamos no encontrar quando podia e o dinheiro dava rs no sábado passado dia 1 de março de 2014 fizemos um mês e eu fui lá, passamos a tarde no shopping e tudo, tava tudo perfeito, quando passou um dia ela começou a ficar estranha comigo, tava meia fria não sei, perguntei o que tava acontecendo ela disse que tava confusa em relação ao que sentia por mim :'( e eu não sabia o que tava acontecendo e não entendo até agora. Alguém pode me ajudar, gosto muito dela e não sei o que fazer

    Responder

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *