317_straponafamosacinta

 

Aaahh, a criatividade!

A criatividade é uma adolescente empolgada que fica no nosso ouvido dizendo “Vai lá, tenta isso! Vai ser muito legal!” e que nos faz descobrir um lado de nós mesmas que não conheciamos antes. Eu, por exemplo, depois de algumas doses de criatividade no sexo, acabei descobrindo que prefiro uma mistura inusitada de “o basicão” com “dói, um tapinha não dói”.
Hahahaha é… eu sei!

Um dos meus surtos de criatividade no sexo foi impulsionado por uma ex-namorada bissexual que queria ter os dois ao mesmo tempo. O resultado foi uma experiência que eu repeti e que me permite falar sobre o assunto mais pedido pelas leitoras: O STRAP-ON!

Pra quem não está familiarizada com o termo, eu explico com uma imagem.
Apresento-lhes o Strap-On:

Eu sempre tive curiosidade de usar strap-on, desde a primeira vez que descobri a existência dele quando eu era adolescente. Nunca fiz sexo com homem, então morria de curiosidade de saber como seria a sensação de determinadas posições (tipo “em pé” à lá Sr. & Sra. Smith) ou de “estar dentro” de uma mulher segurando-a pela cintura com as duas mãos. Parece bobo, mas são sensações realmente inesquecíveis e incríveis!

O que eu mais gostei da experiência foi isso! A possibilidade de “alcançar” a cherry da garota sem precisar tirar as duas mãos dos seios dela, ou podendo segurar pela cintura e fazer carinho no rosto ou segurar o cabelo ao mesmo tempo… essa mobilidade é impagável!

(Obs: Aí você me diz “mas posição tesoura dá pra fazer isso”. Sim sim sim, mas eu estou falando de penetração nesse post.)

Existem até mulheres que curtem fazer sexo oral enquanto a outra usa o strap-on na cintura. Parece doido, mas os resultados psicológicos que esse ato proporcionam são extremamente prazerosos, tanto pra quem recebe o oral quanto pra quem faz. A falta de sensibilidade no pênis, que é de borracha, acaba sendo esquecida no ato de “assistir” sua parceira fazendo os movimentos sexuais. Você pode até não sentir a textura da boca, mas ela sente a textura do pênis na boca dela, e ela transmite o prazer dela em fazer o oral pelo olhar, pelo jeito, pelos movimentos, por sons… isso tudo traz a sensação real e psicológica de que você está proporcionando prazer à ela. O que acaba proporcionando prazer à você também.

Outra coisa que não pode ser negada, como eu já expliquei em outros posts, é que anatomicamente toda mulher sente prazer na penetração, seja sua preferência ou não. Em situações como no meu caso (que as duas pessoas com quem eu experimentei o strap-on eram bissexuais), poder oferecer para elas o prazer de um toque feminino, um par de seios e um pênis, tudo ao mesmo tempo, foi o melhor presente que eu poderia ter dado!

Claro que isso não é uma regra e não quer dizer que todas as mulheres bissexuais tem vontade de fazer sexo com strap-on, afinal, bissexuais gostam de homens E de mulheres, não dos dois juntos e misturados. Quando elas estão com uma mulher, é porque querem uma mulher, e vice-e-versa. Então é importante lembrar que usar um strap-on não te faz homem. Você continua uma mulher, só que com um órgão sexual extra naquele momento.

Bacana é que o strap-on é uma cinta, então você pode colocar e tirar. E pode usar sem precisar estar na cintura. #ifyouknowwhatimean

Pense na felicidade de um homem que pudesse remover o pênis dele e colocar em outros lugares durante o sexo pra oferecer mais opções. E aqui fica uma dica para os nossos leitores homens e heterossexuais – porque temos muitos – pra inovarem no sexo. Já pensou em comprar um strap-on e presentear sua namorada com um sexo com dois brinquedinhos sem precisar chamar um amigo pra participar? Hahaha

Claro que um strap-on não se compara a um pênis de verdade, afinal, temos que lembrar que ele é feito de material sintético. Isso significa que ele, geralmente, é duro (de uma maneira um pouco desconfortável) e que é frio.

O strap-on é uma mistura de um dildo preso numa cinta. Uma dica legal é passar aqueles tipos de gel que “aquecem” a pele e são vendidos em sex-shop. O seu dildo não vai esquentar (porque ele não tem pele), mas a cherry da sua parceira vai. Isso vai proporcionar pra ela uma sensação mais real da situação. Outra dica é usar lubrificantes à base de àgua, porque o material sintético usado na fabricação do dildo pode deixar ele mais aderente, então lubrificar ajuda bastante pra proporcionar mais conforto pra sua parceira e não correr o risco de machucá-la.

 

Por falar em machucar, me perguntaram bastante sobre posições e a resposta que eu tenho é bem simples e direta: Depende de cada pessoa!

Não existe melhor posição para fazer usando o strap-on, existem as posições que a pessoa com quem você está fazendo sexo se sente mais confortável. Uma diferença no sexo feito com strap-on é que a atenção deve ser redobrada para a pessoa que será penetrada, porque é ela quem vai literalmente sentir tudo. É indispensável lembrar que quem usar o strap-on na cintura pode dar cambalhota, plantar bananeira, virar do avesso e o dildo não vai doer; mas quem está com ele por dentro pode se machucar. Comunicação e sensibilidade são essenciais nesse momento pra saber se ela está confortável, se está gostoso, se está proporcionando prazer, se está doendo, se de tal forma fica melhor, se virar um pouquinho mais pro lado vai fazer milagres… então, quem usar na cintura, seja atenciosa!

Não esqueça também de conversar com a sua parceira sexual, porque usar um brinquedo novo é algo a ser discutido. As duas pessoas precisam se sentir dispostas a experimentar. Cada um tem suas regras, exceções e condições que DEVEM ser respeitadas. Se alguém te pediu e você não se sente bem com a ideia, não tenha receio de dizer “Não”. E se você pediu e ela disse não… ponto final, ok?

[hr]

 


O Strap-On pode ser encontrado em todas as sex-shops! Você pode escolher entre um modelo todo pronto (que já vem a cinta e o dildo juntos) ou pode comprar só a cinta com a abertura e escolher o dildo à parte. A segunda opção é a que eu indico, porque é um pouco difícil encontrar uma cinta do tamanho certinho, que prenda bem na cintura e não escape na hora do sexo. Você pode encontrar a cinta perfeita, depois se divertir escolhendo o dildo, que pode ser do tamanho que você ou sua parceira quiser, no modelo, cor, textura e tudo mais que vocês quiserem. Daí é só encaixar na abertura e ser feliz!

Peça a opinião da pessoa com quem você vai transar em relação ao tamanho do Dildo. Não vai chegar em casa fazendo o Kid Bengala, pelamordedeussss!!!

O preço do Strap-On pronto varia entre R$ 70 e R$ 300, podendo ser mais caro. Depende sempre do material da cinta e do dildo. Só a cinta, varia entre R$ 40 e R$ 100; e só o Dildo varia de R$ 30 até quanto você estiver disposta a pagar.

Depois de usar, não esqueça de manter a higiene do brinquedinho, heim? Lave com água corrente, sempre em temperatura ambiente pra não estragar o material do dildo, sem usar sabonetes ou outros produtos do tipo. Guarde em local com boa circulação de ar… só não use de enfeite na sala. Ou use. Você que sabe! Hahaha

Dicas de Sex-Shops:

Vênus Sex Shop (online e offline)
Exclusiva Sex (online e offline)
Sex Shop Fácil (online)

 

 

Ainda tem dúvidas? Comente abaixo, que eu respondo tudo! Beijo ;*