Em pleno século XXI é possível existir pessoas que vivem dentro do armário? Apesar da informação, da “liberdade sexual”, da liberdade de expressão, apesar de o Brasil ser um pais “livre” e politicamente misto… Ainda existem pessoas que escondem sua orientação sexual (para direita ou esquerda). Pode isso Bial?

Existem vários tipos de pessoas que vivem dentro do armário e aqui está o TOP 10 tipos de moradores do armário. Desculpa, mas de armário eu sou uma profunda conhecedora! #infelizmente

Vamos lá:

 

[hr]
10) O TIPO CHUTE NA BUNDA

É aquele tipo de pessoa que saiu do armário sem querer, mero acidente. Quando menos esperou veio um filho da p**** de lá pra cá e te arrancou do closet sem a menor consideração. São os casos típicos e clássicos.

Exemplo: Você estava no maior amasso no cine, pensando que estava no escurinho com sua gata, quando percebe que o sujeito ao seu lado é aquele vizinho fofoqueiro do edifício que você mora. Ou quando você combinou com sua amada de se encontrarem na casa da menina e a mãe dela chega de surpresa e  pega vocês no ato. Detalhe, a mãe dela (sogritcha) é como se fosse sua tia, afinal, conhece você desde que era um girino. Ou quando aquele seu ex-namorado começa a fuçar seu Facebook, Orkut, ou sei lá qual for sua rede social, e encontra fotos suas bem suspeitas. Ou quando seu pai “sem querer” mexe no seu celular e vê suas mensagens picantes com sua namoradjênhaaaa!

Você nem queria sair do armário agora, mas foi chutado para fora. Caso isso aconteça, você vai ouvir a frase: “Precisamos conversar.” (seja dos pais, amigos, ex’s…)

Você têm duas opções: Nega até a morte e volta para o armário. Ou aproveita que foi arrancada de lá e solta a franga!!! You’re freee now baby!!!

 

 

9) O TIPO ARMÁRIO ARCO-ÍRIS

Tem aquele tipo de pessoa que mesmo estando no armário faz questão de pintá-lo com as cores do arco-íris, pra quem olhar para ele ter certeza que o dono do armário é do babado!

É o sujeito que não fala que é gay, nem levanta bandeira, mas faz questão de dizer que foi àquela festa bafônica ou simplesmente usa todas as gírias gls do momento, como: Olha o requalque!!! Atooooron!

 

 

8 ) O TIPO QUE TE REPRESENTA

É a pessoa que está no armário, não dá a menor pinta, mas participa de debates em prol da causa gay. Luta arduamente a favor das minorias, dos fracos e oprimidos. Levanta bandeira do feminismo, tem foto de Frida Kahlo no wallpalper… E mais, é a dona dos melhores e maiores argumentos a favor de projetos de lei contra a homofobia.

Ele também já ficou com várias pessoas do mesmo sexo, disse que gostou e tudo. Mas não se confunda, ela se intitula apenas “simpatizante” do movimento gay.

 

 

7) O TIPO PENSEI QUE ERA SORVETE, MAS ERA FEIJÃO

É aquela garota que tem todos os trejeitos, se encaixa em todos os estereótipos e faz o gaydar de todo mundo apitar, mas quando você vai conhecer a fundo, ela já ficou com todos OS amigOS dela.

A coitada é realmente hetero, mas todo mundo implica tanto com o estilo dela que jogaram ela no armário por livre e espontânea pressão da maioria. É aquele tipo que sofre homofobia mesmo não sendo gay. Tenso.

 

 

6) O TIPO ZONA DE CONFORTO

Seria a pessoa que está dentro do armário e não abre mão dele para não ter que dar a cara a bater, ou enfrentar a família, a sociedade ou qualquer possível conflito. Prefere ficar trancada lá dentro a perder o conforto de não ter que responder por suas vontades.

Muitas dessas podem ter até um namoradO, o que lhe mantem ainda mais na zona de conforto. Mesmo sabendo que no fundo ela é uma visitante assídua de sites lésbicos, tem todas as temporadas das séries TLW, Lips Service e coleciona cds da Ana Carolina e Maria Gadu (e todas as zapas da mpb). Ela reconhece que é do babado, mas não quer se dar ao trabalho de ter que sair explicando pra todo mundo.

 

 

5) O TIPO VODKA OU ÁGUA DE CÔCO

Tem o perfil de quem não sabe o que quer. Não sabe se é gay, se é hetero, se é bi… Costuma beijar pessoas de um determinado sexo, só que de vez em quando também beija pessoas de outro sexo… Mesmo assim não assume de maneira alguma ser bissexual. Prefere dizer que “gosta de pessoas”. É tipo vodka ou água de coco, pra mim tanto faz!

Está tão em cima do muro que prefere continuar assim e evitar rotulações. É pessoa e ama pessoas. Já ouvi muito isso!

 

 

4) O TIPO EMPURRÃOZINHO

Abriu a porta discretamente, olhou pela greta, colocou o pé para fora… Mas volta. Abre novamente, dessa vez estica o pescoço e admira ao redor…

São aquelas pessoas que estão colocando a mão para fora e só esperam o momento em que alguém vai puxar. A família inteira já sabe que a sujeita é sapatilha, mas ela negará enquanto não encontrar uma namorada ou um amor (ou um amigo) que lhe dê a segurança de sair tranquilamente do armário. Está à espera da motivação certa para sair, daquele velho e tão querido empurrão!

 

 

3) O TIPO AXE

Tem aquelas pessoas que já sabem que são gays desde a infância (a maioria), só que na primeira experiência homo já vai logo contando para família, colocando como status nas redes sociais o nome da namorada e fotos beijando o “primeiro-amor”. A avó vê e infarta, o tio quer matar e os pais colocam a sapa em um internato por causa disso (exagero).

Mas seja lá qual for a reação dos amigos e da família, fato é que nem sempre sua primeira experiência vai ser a que vingará. Nem sempre vai ser o amor da sua vida e você pode muito bem quebrar a cara com o primeiro namorico. Fazer um alvoroço para um romance fogo de palha no momento em que sair do armário é um risco a toa. Saiba qual a motivação correta para fazê-lo.

Esperou tanto pra fazer do modo mais estúpido e, ou, não fez no momento certo. Ao invés de sair do armário linda, bela, sambando de scarpin roxo na cara dos homofóbicos, tropeçou quando abriu a porta e caiu de cara no chão. E depois de tudo, ou tem que amargar os julgamentos e comentários dos outros, ou volta para o armário com o rabinho entre as pernas fingindo que nada aconteceu. Pensa que o mundo inteiro vai esquecer ou ter uma crise coletiva de amnésia e ninguém vai lembrar da merda que você fez!

Entenda, não estou dizendo que não é importante sair do armário. É sim! O problema é que o tipo de perfil Axe age por impulso. Muito cuidado, pois a primeira impressão é a que fica. Então, muita atenção em como sair do armário. Faz toda diferença.

 

 

2) O TIPO VOU, NÃO VOU

No primeiro conflito, volta pra dentro. Saiu do armário por que foi para aquela balada e um amigo #filhodadaputa postou e marcou você em uma foto sua abraçadinha com aquela amiga que sua mãe odeia (por que é sua namorada). Dai quando as pessoas vão te perguntar se é verdade ou tão somente pedir explicações, desmente dizendo que está namorando com um tal de Joaquim que apareceu do nada (fazendo a linha hetero-family)!

Ou saiu porque achou a namorada perfeita e depois volta pro armário porque ela te traiu com sua melhor amiga. Saiu do armário para participar da parada gay na sua cidade (com plumas e paetê), voltou por que seu chefe é um homofóbico. Saiu do armário por que sua namorada é filiada ao partido gay mais popular da região, voltou por que sua família é cristã protestante e seu pai é pastor evangélico.

Mulher, se decida de uma vez!!! Sai ou não sai do armário!!!

 

 

1) O TIPO ENGOLIU A CHAVE

Existem pessoas que simplesmente não estão apenas dentro do armário, como também engoliram a chave! É aquele tipo de pessoa que está dentro e não pretende NUNCA-NEVER-JAMAIS-NEMFUDENDO sair de lá. Ela evita qualquer tipo de negociação e já terminou vários relacionamentos por ter que escolher entre a opção continuar no armário ou sair dele.

É aquele grupo de pessoas que ficam dentro do armário por amor a outras pessoas. Por amor aos pais (que são intolerantes e preconceituosos), a família, por amor a sua religião ou seu deus, por medo de ir ao inferno, por suas próprias dúvidas ou traumas, por amor a uma pessoa que lhe ama ou lhe faz bem, seja ela quem for esta pessoa. Por não ter certeza se é a melhor opção a seguir, por temer a uma sociedade tão homofóbica. Ou, tão somente, por não estar disposta a abrir mão de valores, de status, de crenças, tradições… Enfim, isso tudo que pelo menos em um segundo você pensou em algum momento quando esteve lá dentro do armário.

Este, para mim, é o pior dos casos.

Tem aquelas pessoas que fazem do armário seu mundo, porque não podem abrir mão das pessoas que amam. Não é fácil ser um assumido, como também não é fácil para quem está dentro do armário. Nunca é fácil a renuncia, em ambos os lados. Dentro ou fora do armário.

Levar o seu companheiro ou sua companheira para dentro a fim somente de ter paz, acontece em alguns relacionamentos com pessoas nesse perfil. Se a namorada for assumida, ai o conflito se torna muito mais intenso. Se ambos sejam armarístas, existe a cumplicidade de compartilhar do mesmo perfil de conduta. Então o armário vira seu mundo colorido de Avatar, e dentro dele passa a ser o mais confortável possível.

Tem pessoas que morrem dentro do armário por falta de coragem de respirar do lado de fora. Tem os que sobrevivem e fazem dele o seu universo paralelo.

Saibam: O lado de fora é interessante, mas se você é feliz dentro do seu armário, da sua zona de conforto, que assim seja!

Já dizia Pitty: “O importante é ser você!” …E eu acrescento: sendo armarísta ou não!

Seja em cima do muro, seja engolindo a chave, seja assumido… Cabe a todos nós sermos tolerantes. Respeito é um principio fundamental para coexistirmos.

 

Se você conhece algum outro tipo de Armarísta, comente abaixo. Também deixe seus relatos, experiências de estar dentro ou fora do armário.

 

[hr]

 

Olha a cabeleira do Zezé!! Será que ele é? Será que ele é???!!

A pergunta que não quer calar. Será que ele(a) é?

Pois éeee… Neste TOP 10 vamos investigar, fuçar, bisbilhotar os inrustidos, incubados, os trancados no armário da música. Aquele artista que parece, mas é, não é! Os suspeitos! Aquela ou aquele cantor que tem todas as prerrogativas de ser gay, mas diz que não, ou simplesmente não diz nada a respeito. O artista pseudo-gay, aquele que você apostou todas as fichas, mas quando foi olhar o histórico do sujeito, tem lá: heterossexual.

Por que nos confundir tanto? Isso é maior que uma pulga, é deixar os fãs com um elefante atrás da orelha de tanta dúvida.

Então vamos lá, comecemos o TOP 10 com os artistas mais “duvidosos” do mundo da música!

 

[hr]

 

10 – ANTHONY KIEDIS (Red Hot Chili Pepers)

Eu sempre fui fã do RHCP, desde a minha infância (não sou tão velha assim). E Kiedis é um cara muito sexual pra mim. Ele vive fazendo cenas com caras e bocas nos clipes da banda (principalmente os mais antigos), sem falar nas letras libidinosas. Coleciona um curriculum de ex-namoradas gigantesco. E hoje, cinquentão, tem uma filhinha lindíssima e uma esposa gata.

Era dark dos Chili Peppers (anos 90): Durante o cd One Hot Minute, a banda tinha nas guitarras o Dave Navarro, da banda Jane’s Addiction. Dave entrou no lugar do John Frusciante que vira e mexe sai da banda. Mas sim, e dai??

Dai que no clip Warped, nos minutos finais, Dave e Anthony protagonizam o que seria um beijãooooooo entre os dois. O clip inteiro é super sexual e o final não poderia ser melhor. E para fechar com chave de ouro, o Dave ainda deita no colo do vocalista e o mesmo faz um cafunézinho no guitarrista.

Tiiii foooofo… Para os anos 90, um luxo!!! Por esse clip e outros motivos, Kidies entrou no TOP!

http://www.youtube.com/watch?v=xmyuJZH3RAc

 

 

9 – P!NK

Pink é uma cantora que também me deixa curiosa. Atualmente casada com um ex-piloto de motocross Carey Hart, tem um baby que se chama Willow. Sem falar na coleção de ex… caras, tatuados, gatos, enfim. São os caras da P!nk! Contudo, todavia, entretanto, eu sempre achei a cantora com aquela vibe colorida. Sou a única a ima imaginar? Não sei. Fato é que no clipe da música Sober, Pink aparece em uma cena de amasso com ela mesma. #comoassimbial?

Pois é, Pink pegando Pink! Que, se não fosse tão gostosa a cena, eu não teria ficado de queixo caído com as meias arrastão que ela está usando. E vale lembrar que ela é super defensora dos direitos LGBT, até cita na famosa música Dear Mr. President a frase “que tipo de pai deixaria de amar a própria filha se ela fosse gay?”.

De toda sorte, é para deixar aquela dúvida. Só me vem na cabeça: no mínimo… ELA GOSTA DOS DOIS!!!

http://www.youtube.com/watch?v=nJ3ZM8FDBlg

 

 

8 – ADAM LEVINE (Maroon 5)

Ele mesmo! Outro cantor que eu acho que alguns traços arco-íris correndo nas veias. Adam sempre aparece nos clips com mulheres e, de preferencias, com elas correndo atrás dele ou se agarrando com uma dúzia delas.

Para além da sua imagem, Adam possui um timbre peculiar, que me trás a memória o Kurt da série Glee (pegay pesado ai!). Contudo, a cada dez notícias do Maroon 5, oito vem falando do vocalista da banda numa balada, pegando uma modelo nova e etc. Ele tem um irmão gay assumido e sempre dá declarações de apoio e aceitação.

Dai surge o clip Moves Like Jagger. Adam me aparece sem camisa, com uma calça like Jagger, com as dancinhas da diva queen Mick Jagger e o meu gaydar entrou em curto no mesmo instante! Ahh, se ele fosse, todos os gays do mundo iriam comemorar.

Adam you’re soooooooooo gay!!! #kidding

http://www.youtube.com/watch?v=iEPTlhBmwRg

 

 

7 – MICK JAGGER (The Rolling Stones)

Falar do Adam e não incluir o Jagger nesta lista seria um pecado. Este ai precisa de poucos comentários. A tiazona do Rolling Stones é a maior lady do lady do Reino Unido. Pai do Lucas, filho da apresentadora Luciana Gimenez, e de mais meia dúzia de outros filhos. O cara é um touro reprodutor. Em cada continente tem pelo menos um herdeiro. Mas que o Jagger tem lá suas peculiaridas, aaaaaaaah tem!

http://www.youtube.com/watch?v=wUk_Dqiow0A

 

 

6 – LENNY KRAVITZ

Lindo! Um deusdeÉbano!!!

E eu realmente não entendia por que meu gaydar tocava, mesmo que discretamente quando o via (tipo: meu vizinho de apartamento). Ainda mais depois que ele resolveu alisar as madeixas e se tornar um OutKast (hahaha brincadeira).

Lenny sempre teve essa pose de machão, mas vive aparecendo por ai com leggings brilhantes e sua metrossexualidade invadindo todos os lugares! É muito capricho, minha gente.

http://www.youtube.com/watch?v=EvuL5jyCHOw

 

 

5 – LUIZA POSSI

Em meados de 2010 rolou um boato que Maria Gadu e Luiza Possi estavam namorando. Todas as sapas ficaram surpresas e felizes. Era um casal muito bonitinho!!! Porém, as meninas desmentiram. (óooooh L) Para decepção de todo brejo.

Tenho medo de falar da Lulu (olha a intimidade), porque entram algumas questões e eu não quero parecer preconceituosa. Mas #danese, eu vou analisar o contexto.

a) Mamãe também duvidosa. Dizem as más línguas que dona Zizi teve um affair com a Ângela Roro.

b) Amizade com Maria Gadu. Seria o destino pregando uma peça e fazendo com que mãe e filha tenham as mesmas “experiências”? #freudexplica

c) Seria preconceito imaginarmos que as duas não poderiam de fato serem amigas, independente da Gadu ser sapatilha? Afinal, existe amizade entre gays e heteros.

De todo modo, o que importa é que a pulga ficou atrás da orelha. E a Luiza entrou no top das duvidosas por esta incógnita.

http://www.youtube.com/watch?v=l0fn5RXMIRM

 

 

4 – JARED LETO (30 Seconds To Mars)

Para quem não reconhece o nome, eu aviso: É o vocal da Banda 30 Seconds to Mars. Ainda não sabe quem é? É o ator que fez Heféstion no filme Alexandre.

Lembrou dele? Pois é, Jared é o vocalista de uma banda de rock bem sucedida, mas desde seu personagem no filme Alexandre que a dúvida pousou sobre minha cabeça. Claro, o filme mostra Hefestion como um amante de Alexandre, ou apenas um amigo muito chegado do Imperador. Ai você vai falar “mas Cacau, tá achando que o cara é gay só por causa do filme?”… Eu respondo: NÃO. Porque Rodrigo Santoro fez a travesti em Carandiru e pulga nenhuma pairou atrás das minhas orelhas. Com Jared é diferente, ele tem todos os predicados para deixar a dúvida.

http://www.youtube.com/watch?v=onMdBNeGiK4

 

 

3 – JORGE VERCILLO

Será que só eu? Só eu no mundo penso isso do Jorge Vercillo? Ao que parece é casado com uma mulher, tem um filho chamado Victor, ao qual fez uma bela música por sinal. Mas… mas… mas… He is so gay!!!

Se Vercillo não for, como todos os seus trejeitos indicam, só me resta dedicar à ele a música da Katy Perry:

http://www.youtube.com/watch?v=tWbLkXhGEmo

Recadinho: “you’re so gay and you don’t even like boys!” #QuemEntende???

 

 

2 – MELANIE C (Spice Girls)

Quem nasceu no final dos anos 80, como eu, teve o prazer de conhecer a melhor pop girl band do world!!! Éééé… estou falando das SPICE GIRLS!

Vamos lá julgando pelo estereotipo? Vamos!!! 😀

Relembremos: O grupo Spice Girls era formado por 5 garotas e cada uma tinha um estilo que lhes definia a roupa, a atitude e personalidade dentro da banda. Tinha a Baby Spice, a Scary Spice, Ginger Spice, a Posh Spice e finalmente a Sporty Spice. Seguindo neste perfil Sporty, Mel C tinha características bem “masculinas”, diferente das outras componentes de grupo. Era sempre a mais agressiva, usava tatuagens, roupas de agasalho, marcas esportivas e cabelo preso rabo-de-cavalo.

Para uma sapa-mirim, já me identificava com aquele perfil e sonhava que possivelmente ela seria tão sapa como nos meus sonhos! Apesar de tudo isso, a Sporty Spice namorou vários rapazes, incluindo o J. da boy band Five.

Eita que este tópico veio com cheiro de naftalina!!

Enfim… Sendo ou não, confesso que quando acompanhei-a em carreira solo, gostei do estilo cabelo curto e a vibe de sou rebelde mesmo! Mel C, so tell me want you want… want you really really want?!

https://www.youtube.com/watch?v=klCXBkn0VGs

 

 

1 – SIDNEY MAGAL

Meu querido, digníssimo Magal! Você é um fofo, uma voz gostosa de mamãe ouvir (isso, minha mãe), você é simpaticíssimo, divertido… Por que não gay? Por que quando você aparece na tv meu gaydar dispara freneticamente?! Com aqueas reboladas incríveis dançando Sandra Rosa Madalena. Você nos representa, gato!

Aaaaahhh, eu te amo!! O meu sangue ferve por você!!!

http://www.youtube.com/watch?v=gGXOhI9AYDk

 

[hr]

 

Esse foi nosso Top suspeitos da música. Caso vocês lembrem-se de artistas no mundo da música que são um tanto “suspeitos”, comentem abaixo.

Ps : Não, eu não sei se as pessoas citadas acima são gays. É tudo brincadeirinha! Qualquer coincidência é mera semelhança. ;D

 

[hr]

Conteúdo escrito pela leitora Cacau Santos!
[hr]

 

Ao ler o título dessa coluna tenho certeza que pelo menos 9 de cada 10 sapas pensaram na música “Eu comi a Madonna” da Ana Carolina. Talvez esta canção ficou marcada pela nítida conotação sexual. Contudo, esse TOP 10 não vai se prender apenas ao óbvio, mas nas entrelinhas também.

Quero apresentar as 10 músicas mais sexuais da MPB, sem abusar dos clichês. A intenção dessa humilde autora é pegar aquelas músicas que muitas vezes ouvimos e nem passou pela nossa cabeça o sexo, quando de repente, como em um click, entendemos tudo! #édaputariaqueestamosfalando 😀

Então, vamos lá! Não por ordem das melhores ou piores, começaremos o TOP das 10 canções mais libidinosas da música popular brazuca!

 

 

10) “Luxúria” – Isabella Taviani

Talvez tão óbvia quanto “Eu comi a Madonna”, Luxúria, da Taviani, pelo título já mostrou para que veio. Quer mais sexo do que tem nessa música?! Dá até vergonha de ouvir quando estou em casa com meus pais. #maseuadoooooro

“Dobro os joelhos quando você me pega, me amassa, me quebra. Me usa demais. Perco as rédeas quando você demora, devora, implora, e sempre por mais…”

Me usa, Taviani!!!

 

9) “Você não entende nada” – Daniela Mercury

Essa é mais light do que a número 10. Na versão da deusa baiana ficou bem contida. Você não entendeu o sexo na música? Você realmente não entende nada!

Toma ai o trecho dela:

“(…) Você traz a coca-cola, eu tomo. Você bota a mesa, eu como… eu como… eu como… você!”

Simples e direto: eu como você!

 

7) “Mar e Sol” – Gal Costa

Essa é discrição total. Cheia de figuras e disfarces, do jeito que eu gosto. Pode vir recheada de interpretações sexuais: Quem é o mar? Quem é o sol? Acompanhe a música completa pelo vídeo!

“E entrar em você, em você queimar, arder; Em você tremer, em você. Em você morrer, morrer.”

 

6) “Eu que não sei quase nada do mar” – Maria Bethânia

Eu sei que queria fugir do clichê da Ana Carolina como autora de várias canções libidinosas, mas a versão da Bethânia cantando é de fazer qualquer freira virar quenga!

“(…) E vem me bebendo toda…”

Vou me ater a essa frase, senão teria que escrever a música inteira aqui.

 

5) “Pássaro de Fogo” – Paula Fernandes

Sério?! Totalmente!

Ouça novamente e pergunte-se se o pássaro de fogo citado na música não poderia ser uma periquita flamejante! :p

“(…) cavalga em meu corpo…”

 #VaiDanada

 

4) “Monóico” – Nando Reis

Como compositor, Nanda Reis é o cara! Essa canção eu nunca ouvi nas rádios. Talvez em programas após as 22 horas. Entre os explícitos, ele foi quem sambou com scarpin na cara da sociedade puritana!

“(…) Quero que sua língua lamba o meu corpo nú. E que o meu sexo te dê todo o céu azul
Nas suas pernas se encrava o tesouro do meu baú e eu te abuso…”

 

3) “Escudos” – Maria Gadu

Enquanto eu conversava cazamigas sapas sobre o tema do Top 10, uma soltou a seguinte pérola: Maria Gadu!

Como assim, Bial?! Mas Gadu é tão romântica, carinha de tímida… Tem alguma música dela falando de sexo? Ai a sapa falou um trecho da música Escudos.

“Traga para cá tudo. Deixa teu ser mudo, me fazer falar…”

Teu ser mudo? O que seria um ser mudo que me faria falar? Ahhhhh!!! Entrou no top 10! #sóosfortesentederão

 

http://youtu.be/Fn1hlCcxt3Q

2) “Se” – Djavan

Não sei se foi o divino Djavan quem compôs, mas esssa música é uma clara incitação de um cara que quer muito transar com uma garota, mas a muié simplesmente não tá querendo resolver se dá ou não para o cara!

Desculpem as palavras, mas apesar da poesia é exatamente disso que se trata a canção “Se”.

“(…) Não há como doer para decidir (…) Me remete ao frio que vem lá do sul, insiste zero a zero, eu quero um a um. Sei lá que te dá, não quer meu calor (#tadinho) (…) Mais fácil aprender japonês em braile do que você decidir SE DÁ OU NÃO!!!”

 

1) “Borbulhas de amor” – Fagner

E em primeiríssima posição: o maravilhoso Fagner! Quem já ouviu “Borbulhas de amor” sabe que desde a primeira sílaba até a ultima é toda milimetricamente trabalhada na putaria. Lógico que temperado com uma pitada de figuras de linguagem.

“Passar a noite em claro… (aonde?) …Dentro de ti!”

Esta música é um arraso e merece ser ouvida por todas as leitoras. Então, confira o grande clássico da libido number one da música popular brasileira.

 

 

Obs: Não, eu não sou amiga dos autores das canções. Não, eu não sei se em todas as músicas escritas e descritas tratam realmente sobre sexo. É apenas a minha interpretação.

Espero que tenham gostado!

Você lembra de alguma outra música que remete a sexualidade? Comente!

 

[hr]

 

Ah, as palavras… a maioria delas são inofensivas lá no dicionário, mas alguns conjuntos delas são poderosos a ponto de acabar com o nosso dia. Algumas frases são semelhantes a voadoras dadas com as duas pernas, atingindo o nosso estômago; e de algumas sentenças simples podemos prever o que a pessoa dirá em seguida, e já ir sofrendo logo com antecedência. E é dessas frases que nós vamos falar a seguir: aquelas coisas que nenhuma lésbica quer ouvir!

 

[hr]
Eu te amo, mas…

Se tivesse parado no eu te amo, seria ótimo. O problema é o “mas”, que vem sempre acompanhado por algo muito desagradável que vai machucar pra valer, como: “…mas não quero compromisso com você” ou “…mas eu também amo a fulana” ou “…mas eu não estou preparada para ter um relacionamento com uma mulher” ou até “…mas eu resolvi tentar todas as posições do kamasutra com minha instrutora de ginástica”. Quando ‘Eu te amo’ vem acompanhado de ‘mas’, o que vem a seguir é aquela bomba que, normalmente, não estamos preparadas para ver explodindo.

 

Tô menstruada.

Você chega em casa cheia de amor pra dar, subindo pelas paredes, matando cachorro a grito, já entra dando um cheiro no cangote dela e ela te dá um sorrisinho amarelo e revela que está menstruada. Um balde de água fria bem em cima do seu fogo. Essas são aquelas noites em que você dorme amuada. E ainda tem que manter a postura e ser muito compreensiva, afinal, não é culpa dela! Mas vamos combinar, não é nada agradável!

 

Lá na minha igreja nós temos tratamento para pessoas como você!

Sabe aquelas pessoas que têm certeza absoluta que você está com o diabo no corpo? Ou que você tem um tipo de doença e que na igreja está a sua cura? Com todo o respeito, não, obrigada.

 

Amor, tô grávida.

Essa eu não vou nem comentar!

 

Não é nada disso o que você está pensando!

Essa frase em geral vem depois de você pegar a pessoa em flagrante fazendo alguma coisa que não devia, e ela se defende com a primeira frase que vem à cabeça no desespero, acabando por questionar a inteligência do outro, porque é exatamente o que ele está pensando. Ela está com a boca cheia de chocolates, mas não é nada disso o que você está pensando, ela não está quebrando a dieta! Ela está nua e algemada na cama com uma bela morena de cinta liga batendo nela com um chicotinho, mas não é nada disso o que você está pensando, a morena estava só matando um mosquito que pousou na nádega esquerda dela! Aquele momento em que você olha pra ela com os olhos semicerrados e pergunta, “Pra cima de moi?”.

 

Você só é lésbica porque não deixou eu te pegar de jeito!

Já deu desse papinho de que lésbicas na verdade são heterossexuais mal comidas. E não são só os bofes do orgulho hétero que pensam assim não! Tem muita mulher que acha que não é possível uma relação prazerosa sem intervenção peniana. Vamos explicar devagar: as coisas que te agradam não agradam todo o universo. Não é só porque você não consegue viver sem determinada coisa que é assim para todo mundo. O fato de maçã ser muito agradável para o seu paladar não torna ela agradável para o paladar de todos os seres que vivem na terra. O sexo anal é muito bom para uns, mas é horrível para outros. Assim como a presença de um pênis é maravilhosa para uns, e péssima para outros. E se alguém não se sente confortável em ficar com um homem, mas sente muito prazer ao lado de uma mulher, não precisa experimentar para se certificar de que não gosta. Pode ser maravilhoso, mas pode também fazê-la se sentir invadida, violada e enjoada. Se ela não quer arriscar, deixe-a, oras!

 

Quem é essa vagabunda?

Essa frase é péssima porque, na maioria das vezes, vem acompanhada de uma DR das bravas. Se a tal da ‘vagabunda’ for sua mãe, sua tia do interior ou sua melhor amiga de infância, você vai ficar possessa por ela ter dito algo ofensivo sobre a pessoa. Se a ‘vagabunda’ for alguma moça que te adicionou ou uma nova aluna da sua faculdade, ou uma ex, ela vai engatar uma longa briga. O lado positivo é que, de modo geral, esse tipo de discussão não acarreta a muitos dias de rancor.

 

A minha ex…

Não importa muito o que ela dirá sobre a ex, não queremos saber. Não queremos saber sobre a performance da nossa antecessora na cara, não importa se era melhor ou pior. Não precisamos saber do motivo pelo qual vocês discutiam, nem das habilidades singulares, muito menos no que ela era pior e no que ela era melhor do que nós. Em suma, não queremos ser comparadas com elas. Poupem-nos desses detalhes sórdidos e deixa o passado no lugar dele: lá atrás! Saber quem ela é e que você não tem mais interesse nela, já é mais que suficiente.

 

Onde for que eu errei?

Um clássico entre os pais assim que a filha sai do armário. Nós sabemos da probabilidade grande de ouvir isso, mas nunca estamos preparados. Magoa muito. Por que nossa forma de amar seria um erro materno/paterno? Ser diferente não é necessariamente possuir uma falha. E essa frase que vem acompanhada de choro, mágoas e drama tem o potencial de acabar com a nossa coragem diante da situação, independente do quanto tenhamos nos preparado para ela!

 

Precisamos conversar.

Não precisa ser lésbica para saber que ai vem bomba! Verdades doloridas, rompimentos, confissões. Tudo começou com um “Precisamos conversar”. Já estamos escaldadas e essas são as palavrinhas mágicas para um dia improdutivo, preocupação, mãos suadas, noites mal dormidas, coração acelerado e a cor que insiste em fugir da nossa boca e do nosso rosto. Um conselho válido, não diga “Precisamos conversar”, simplesmente converse. Não alimente agonias. É o tipo de coisa pela qual ninguém merece passar!

 

 

 

Vocês já estão juntas há algum tempo e ultimamente a rotina anda reinando por ai? Não se desespere, o Sapatômica tem a solução para você driblar a rotina, dar um UP no seu relacionamento e reacender a chama da paixão. E o melhor de tudo: sem gastar rios de dinheiro.

 

1. Esconder alguns post-it no meio dos pertences dela, para que ela vá achando-os aos poucos durante o dia. Vale desde mensagens fofas como “eu te amo” até coisas mais safadinhas como “eu adoro essa sua calcinha” (post-it colado naquela calcinha dela que você é amarradona);

2. Deixar um recado escrito no espelho pra ela;

3. Entrar no banheiro na hora em que ela estiver tomando banho e começar o sexo ali mesmo;

4. Esperar ela ir se deitar e chegar com um óleo corporal, dizendo que hoje é o dia de sorte dela, pois ela irá receber aquela massagem dos deuses;

5. Se arrumar para ela, colocar uma roupa que você até não gosta tanto, mas que sabe que ela adora quando você usa;

6. Alugar aquele filme que ela tinha comentado que adoraria assistir e chegar na casa dela com o filme e com um vinho (uma vez na vida não mata ver algo que ela goste, ok?);

7. Passar no trabalho dela de surpresa para almoçarem juntas ou pra tomar um café;

8. Mandar um SMS no meio do dia, desde mensagens toda mimimi até as mais picantes;

9. Comprar uma caixa de chocolates e – dentro – colocar recadinhos escritos por você;

10. Levar café na cama – mesmo que seja café com leite e pão com requeijão;

11. Sair com ela sem calcinha e só avisá-la disso quando chegar ao lugar. Isso pode deixá-la louca de tesão e com pressa de ir embora;

12. Dar de presente pra ela um ensaio sensual seu. Não precisa nem ser nada profissional, você mesmo pode tirar as fotos, basta usar a criatividade;

13. Se ela estiver de TPM, correr pra cozinha pra fazer um brigadeiro de panela;

14. Acordá-la no meio da madrugada para uma transa fora de hora;

15. Dar pra ela um livro que você já tenha lido e que ache que ela vai gostar – claro, com uma mensagem escrita à mão na contra-capa, e se você estiver inspirada você pode colocar post-it em algumas páginas, nas que tiverem algo que você mais gostou;

16. Chamá-la pra fazer um programinha diferente no fim de semana;

17. Aparecer na casa dela só de casaco e quando ela abrir a porta ficar nuazinha pra ela (se vocês moram juntas, finja que esqueceu as chaves) PS: certifique-se de que ela esteja sozinha em casa, por favor né hahaha;

18. Fazer um jantar pra ela (e, por favor, não venha com essa de não sei cozinhar – na internet tem milhares de sites com receitas simples. Seguir um passo-a-passo não é impossível, é?);

19. Mandar um SMS de madrugada dizendo que está com saudades;

20. Surpreenda-a com uma lingerie nova ou algum brinquedinho diferente ou até venha propondo um fetiche novo;

 

Essas são apenas algumas dicas, se vocês tiverem mais alguma fala pra gente e vamos ajudar as amigas a saírem da rotina e salvar seus relacionamentos sem nenhuma frescura ou pudor.

 

Page 3 of 712345...Last »