Centro de Cidadania LGBT de SP atacado e destruído na calada da noite.

O Centro de Cidadania LGBT Luiz Carlos Ruas, que fica no bairro da Consolação em São Paulo, foi covardemente invadido, atacado e depredado por um grupo de intolerantes cheios de ódios.

Além de quebrar equipamentos, defecaram e urinaram em todo o espaço, utilizando os papéis de prontuários de pacientes atendidos no local para limpar-se.

Quando falamos tanto sobre a importância que dar espaço e permissão para discursos como os de pessoas como Jair Bolsonaro, é isso que precisamos que as pessoas enxerguem: que a diferença entre a opinião e o discurso de ódio é que o discurso de ódio funciona como uma “chamada para a guerra”, uma permissão para atacar. Essas pessoas atacam nosso centro porque se sentem protegidas pelo Estado, pelo Governo e por todos aqueles que usam seus microfones para dizer que pessoas LGBT são uma “aberração” “porque Deus os condena”.

A consequência não é apenas um grupo de pessoas dizendo o que acham. A consequência é grupos de pessoas atacando nossa integridade física, nossas vidas e nossos trabalhos. Destruir o Centro de Cidadania LGBT não é apenas a depredação de objetos, é um recado claro de exigem que a gente se cale, do contrário estão dispostos a nos calar a força. Querem que deixemos de existir.

Precisamos ser fortes! Sobreviver, ser feliz, lutar e nunca desistir é nossa maior arma!

Confira a nota pública do Centro:

Written by Bianka Carbonieri

Insta: @bsapatomica | 26 anos, taurina, mora em São Paulo. Workaholic assumida, estudante de Psicologia, é viciada em café e lasagna.