Elas se descobriram lésbicas depois dos 30 anos e contam como foi.

É possível descobrir-se homossexual depois de adulto? Definitivamente sim.

“Mas como é que uma pessoa passa a vida toda achando que é heterossexual e de repente descobre que não é?”, dirão muitos. E a gente responde: por causa de uma coisinha chamada de heterossexualidade compulsória. Afinal, quando você basicamente só conhece um modelo tido como “o certo”, é natural inclinar-se a ele. Entre as mulheres isso é ainda mais comum, pois a nossa realização sexual é relegada ao segundo plano.

Em 2016, um estudo da USP – realizado com 3 mil pessoas de diversos estados brasileiros – revelou que metade das mulheres têm muita dificuldade de chegar ao orgasmo e 40% costumam sentir dor durante o sexo. Antes disso, em 2015, numa pesquisa feita pela Cosmopolitan com 2,3 mil mulheres americanas, 67% disseram que já fingiram orgasmo – por medo de magoar o parceiro ou para que o ato sexual acabasse de uma vez. No mesmo estudo, apenas 43% das entrevistadas revelaram que geralmente chegam ao orgasmo quando transam e 39% disseram que têm mais facilidade de gozar sozinhas do que durante o sexo.

São MUITAS as mulheres insatisfeitas sexualmente, mas essas mesmas mulheres também são ensinadas que isso é comum, que o sexo não deveria ser algo tão importante em suas vidas. E isso é um fator que faz com que muitas mulheres nem mesmo se deem conta de que não são heterossexuais.

Felizmente, vivemos numa época em que tanto mulheres quanto homens estão sentindo mais liberdade para para quebrar tabus em relação à homossexualidade. Não se trata de uma modinha, como alguns insistem em chamar esse fenômeno. Trata-se de uma revolução sócio-cultural, em que as pessoas finalmente estão sentindo-se confiantes para viver plenamente.

Leia também:  Cantora Neném divulga que fará inseminação artificial para primeiro bebê do casamento! <3

Fernanda Mesquita, Alexsandra Rodrigues e Veronica Nuvem passaram por essa experiência e descobriram-se lésbicas depois dos 30 anos. Conheça aqui a história delas.

CONTINUE LENDO AQUI

Written by Bianka Carbonieri

Insta: @bsapatomica | 26 anos, taurina, mora em São Paulo. Workaholic assumida, estudante de Psicologia, é viciada em café e lasagna.