Livros lésbicos: E Se Eu Fosse Puta? (Amara Moira)

Recebi em casa esse livro maravilhosa da Hoo Editora e agora estou com sérios problemas pra conseguir largar. Leio em casa, no ônibus, no intervalo do trabalho…

A sensação que tenho a cada parágrafo é a de ter aprendido algo novo, de ter adentrado um universo sobre o qual eu jurava que tinha conhecimentos, mas descobri que não sabia é nada.

O universo de uma travesti que sempre considerou seus “dotes” sexuais como um grande dom, e que só a prostituição poderia permití-la viver todas as experiências e desejos que poderiam ser realizados com esse dom. Que vai pra rua com gosto, que se empenha, mas que também quebra a cara inúmeras, a cada decepção, a cada desconstrução de uma fantasia criada em seu imaginário. E que descobre da maneira mais difícil seu papel na sociedade e as consequências dele.

Ela se divertiu, ela gozou, ela fez dinheiro, ela se empoderou, ela foi se tornar Doutora e escrever esse livro maravilhoso – pra dar uma surra de tapas na cara!

Eu convido pessoalmente todas vocês a se darem a oportunidade de ler.
Obrigada, Amara Moira, por esse livro. <3

www.saraiva.com.br/e-se-eu-fosse-puta-9374765.html

“E se eu fosse puta é o quê? Você, leitor, que me diz. Tem de tudo um pouco, mas sobretudo verdade, dessas que a gente gosta só debaixo do tapete, bem escondidinha, o dia a dia da rua, a barganha, a cama, o homem depois de gozar. Amara se vê travesti e junto descobre a vida que haveria a partir de então, puta aonde quer que fosse, fosse pra cuspir, fosse pra perguntar discretamente o preço (“tudo no sigilo, sou casado, sabe?”).

Corpo que não tem lugar, corpo que se fazia à revelia das regras, das normas, corpo que se prestava pra sombra, essa era eu e eu não fazia sentido, sequer sabia aonde eu queria chegar. Quem me entendia? Esse livro é sobre a escolha que não faz sentido, esse livro é sobre buscar porquês. E se eu fosse puta? E se eu fosse você?”

Leia também:  Música lésbica: 10 Clipes musicais com temática lésbica pra você se apaixonar.

Amara Moira

…é travesti pan puta, feminista antes de mais nada, e escritora dessas de batom na boca e sem papas na língua. Militante dos direitos de LGBTs e profissionais do sexo, no tempo que sobra ainda faz Doutorado em Teoria Literária pela Unicamp, para o desespero do patriarcado.

Written by Bianka Carbonieri

Insta: @bsapatomica | 26 anos, taurina, mora em São Paulo. Workaholic assumida, estudante de Psicologia, é viciada em café e lasagna.