Les Livro: Famílias Homoafetivas, a insistência em ser feliz! (Lícia Loltran)

Famílias Homoafetivas – A insistência em ser feliz, de Lícia Loltran, lançado pela editora Autêntica, é um livro que conta histórias de casais compostos por duas mulheres que constituíram famílias, por meio de gravidez ou adoção.

Comecei a ler o livro achando que ele falaria sobre os preconceitos da sociedade, a luta das famílias e algumas pesquisas e dados sobre o assunto no Brasil. Mas fui totalmente surpreendida!

Ao final da última página, eu tinha lido histórias impressionantes e muito emocionantes de como diversos casais de mulheres se conheceram, como foi a luta e os obstáculos que elas tiveram de enfrentar para ficar juntas, até mesmo os processos de aceitação de si mesmas enquanto mulheres queers.

Mais do que contar sobre os preparativos de casamento, sobre a vida pós-casamento, a autora e jornalista, Lícia, fez questão de contar como aquelas mulheres chegaram até o momento em que abriram as portas para recebê-la.

O livro é de uma leitura deliciosa, rica de detalhes! Faz a gente se sentir empunhando a câmera ao lado da autora para conhecer essas histórias. Faz a gente se sentir sentadas ali na mesma mesa, tomando um café e ouvindo os depoimentos de mulheres tão fortes e inspiradoras.

Lindo!

No site da Autêntica é possível encontrar os links para compra do livro:
https://grupoautentica.com.br/autentica/livros/familias-homoafetivas/1353

Depois me contem o que vocês acharam!

Lícia Loltran

Nasceu em 1992, em Juazeiro-BA. É jornalista formada pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e graduanda em Direito pela Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (FACAPE). A ideia de escrever sobre famílias homoafetivas partiu de uma inquietação da escritora em entender como essas formações familiares nasciam e conviviam com uma sociedade ainda eivada de preconceito e pré-conceitos.

Leia também:  Will & Grace finalmente vai voltar pra uma nova temporada!

 

Written by Bianka Carbonieri
Insta: @bsapatomica | 26 anos, taurina, mora em São Paulo. Workaholic assumida, estudante de Psicologia, é viciada em café e lasagna.