Poder de compra LGBT é estimado em R$ 419 bilhões no Brasil!

Cada dia mais grandes empresas e marcas que estão espertas nas mudanças de mercado global crescem os olhos na população LGBT!

Essas companhias estão de olho num público mundial que tem nada menos do que US$ 3 trilhões para gastar ao ano, dinheiro que equivale ao Produto Interno Bruto (PIB) da França.

No Brasil, o potencial financeiro da comunidade LGBT é estimado em US$ 133 bilhões, o equivalente a R$ 418,9 bilhões, ou 10% do PIB nacional (total de bens e serviços produzidos pelo país), segundo a Out Leadership, associação internacional de empresas que desenvolve iniciativas para o público gay. Na Europa, o potencial de consumo é estimado em US$ 873 bilhões. No EUA, chega a US$ 760 bilhões.

Isso porque a pesquisa envolve apenas pessoas assumidamente LGBT, fora as que vivem no armário ou as que preferem não se classificar em nenhum rótulo. No Brasil é estimado 20 milhões de LGBTs assumidos.

“O número oficial é subavaliado, já que nem todos se declaram homossexuais”, explicou Reinaldo Gregori, sócio da consultoria Cognatis, ao O Globo.

Segundo a Associação Brasileira de Turismo para Gays, Lésbicas e Simpatizantes, apenas os turistas LGBT movimentam R$ 150 bilhões em viagens no Brasil por ano.

Um problema trazido por esse grande boom de reconhecimento do poder aquisitivo da população gay é o dito “Pink Money”, ou seja, empresas e marcas que nunca se preocuparam em oferecer qualquer tipo de apoio a essa população – em relação a violência e preconceito que sofrem todos os dias – de repente se interessando em vender produtos para eles por interesse apenas em seu dinheiro, ignorando completamente que é impossível separar LGBTs de questões políticas e sociais.

Leia também:  Ellen Page recebe ameaças de morte nas redes sociais.

 

Written by Bianka Carbonieri
Insta: @bsapatomica | 26 anos, taurina, mora em São Paulo. Workaholic assumida, estudante de Psicologia, é viciada em café e lasagna.